22°
Máx
16°
Min

Depen pede ao 4º Batalhão mais policiamento na Casa de Custódia de Maringá

O Departamento de Execução Penal (Depen) se pronunciou após o vazamento de imagens que mostram pessoas pulando o muro da Casa de Custódia de Maringá para entregar objetos aos presos. O órgão divulgou que o vídeo gravou uma ocorrência registrada na madrugada do último sábado (14).

Segundo o Depen, duas pessoas invadiram a área de segurança da Casa de Custódia e conseguiram ter acesso à janela de uma das galerias, arremessando uma bolsa com objetos. Agentes penitenciários de plantão notaram a movimentação pelas câmeras e acionaram a Polícia Militar, porém, o vídeo mostra que não há segurança nas guaritas.

Os dois homens que efetuaram a entrega aos detentos conseguiram escapar, apesar das buscas efetuadas. A visita aos presos, agendada para sábado, foi suspensa para a realização de uma vistoria nas celas.

A operação ‘bate-grade’ culminou na apreensão de 17 telefones, carregadores, chips e pacotes de fumo. Os materiais seguiram para perícia do Setor de Inteligência.

O Departamento de Execução Penal divulgou que encaminhou ofício ao 4º Batalhão da Polícia Militar, cobrando reforço no efetivo das guaritas e também na parte externa da Casa de Custódia. Um procedimento administrativo será aberto pela Corregedoria do Depen para analisar o caso.

A denúncia

De forma anônima, uma carta com o vídeo da CCM foi entregue na redação da Rede Massa/TV Tibagi. As imagens mostram pessoas pulando o muro do local e andando pela parte externa da carceragem, sem qualquer policiamento que pudesse constranger a ação.

O Depen foi questionado sobre a frequência com que isso acontece, mas não se pronunciou a respeito.