23°
Máx
12°
Min

Deputados de Ponta Grossa divergem sobre impeachment

(Foto: Divulgação / Nilson Bastian / Câmara dos Deputados) - Deputados de Ponta Grossa divergem sobre impeachment
(Foto: Divulgação / Nilson Bastian / Câmara dos Deputados)

Os deputados federais eleitos por Ponta Grossa causaram reações adversas nos manifestantes que acompanharam a votação do processo de impeachment neste domingo (17). Como já era esperado, pelas declarações dos próprios deputados antes da votação, Aliel Machado (Rede) se mostrou contrário ao impedimento da presidente Dilma Rousseff, enquanto Sandro Alex votou a favor do impeachment.

“Acredito que a única forma de termos legitimidade depois dessa crise é uma nova eleição presidencial, que é o que eu defendo”, declarou Aliel, na hora de seu voto. “Nesse momento, eu não posso aceitar nem Dilma, nem Temer, muito menos o senhor Eduardo Cunha, que é acusado de ser ladrão”, justificou o parlamentar para votar contrário ao impeachment.


Por outro lado, Sandro Alex lembrou da família e dos eleitores para manifestar seu apoio ao impeachment. “Em respeito à minha família e à Constituição brasileira, representando a cidade de Ponta Grossa, a região dos Campos Gerais e o estado do Paraná, o meu voto é sim”, argumentou o deputado do PSD.