22°
Máx
17°
Min

Desaparecimento de costureira completa um mês sem pistas

Ela saiu de casa sem levar nenhum objeto pessoal e a polícia ainda não tem pistas do desaparecimento (Foto: Divulgação) - Desaparecimento de costureira completa um mês sem pistas
Ela saiu de casa sem levar nenhum objeto pessoal e a polícia ainda não tem pistas do desaparecimento (Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira (29), completa um mês do desaparecimento da costureira Marli da Silva Frizanco, de 47 anos. Ela foi vista pela última vez em sua casa, no bairro Vila Nova no dia 29 de junho, e desde então ninguém teve mais notícias de seu paradeiro. Ela saiu sem levar nenhum pertence pessoal, nem documentos. O carro dela ficou na garagem da residência.

A Polícia Civil recebeu informações de que algumas pessoas teriam visto ela embarcar em um caminhão na PR-566, na saída para Itapejara D’Oeste, mas isso também não se confirmou. O marido José Frizanco, prestou depoimento e informou que apesar de morarem na mesma casa eles estavam separados e que ela tinha dito a ele que iria desaparecer.

Uma irmã que mora em Curitiba esteve na casa dela no dia anterior e disse que não viu nada de anormal, a não ser o fato de dizer que no final do ano iria embora, pois estava sofrendo muito.

O mistério continua e a polícia segue investigando. Qualquer informação pode ser dada no telefone (46) 3524-6353 ou pelo 197.

Colaboração PP News FB.