21°
Máx
17°
Min

DH cumpre mandado de prisão e procura foragidos

Na manhã de hoje (24) policiais civis de Foz do Iguaçu com apoio da Guarda Municipal cumpriram mandados de prisão e busca e apreensão em relação às investigações do homicídio que vitimou Bernardo Priester, no dia 11 de julho de 2016.

As informações até agora constantes no inquérito policial dão conta que Bernardo Priester estava almoçando e Saimon Vaz Arce entrou na casa e efetuou disparos de pistola calibre 9mm, sendo que a pessoa de Alex Aguiar estava fazendo monitorando do local e fugiu no carro dos autores.

Já Leandro Kochenborger desligou as câmeras de monitoramento de sua residência, que é vizinha a do local do crime e deu apoio logístico e passou informações para a execução do crime.

Quanto a motivação do crime o Delegado Titular da Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu, Dr. Carlos Eduardo Pezzette Loro, responsável pelas representações pelas prisões e buscas afirmou: “apuramos que este crime foi por vingança pelos homicídios que vitimaram amigos membros da organização criminosa liderada por membros da família Kochenborger, crimes estes que foram vinganças do homicídio de Alisson, amigo de Bernardo ocorrido em 2012”.

A arma de fogo apreendida em poder de Leandro Kochenborger uma pistola calibre 9mm, com seletor de rajadas, será encaminhada para confronto balístico com os projéteis e estojos de arma de fogo arrecadados no local do crime.

Pistola é apreendida em operação

Também foram expedidos mandados de prisão em desfavor de Alex Aguiar e Saimon Vaz Arce que não foram encontrados.

O Delegado ainda afirmou que o objetivo das prisões é para que a população se sinta segura e colabore ainda mais com as investigações e com isso conseguir nome de outros autores do crime e mais provas contra os presos.

Quem quiser colaborar de forma anônima com as investigações, relatando onde Saimon e Alex estejam, e local onde podem ser apreendidas mais armas de fogo e indiciar outros nomes ainda não ventilados pode colaborar de forma anônima através do 0800-643-2977.

Colaboração: Assessoria PC / Cris Neres e Juliano Jaques / Rede Massa