24°
Máx
17°
Min

Discussão sobre Uber desanda para xingamentos na Câmara

- Discussão sobre Uber desanda para xingamentos na Câmara

A discussão na Câmara de Vereadores de Curitiba sobre a chegada do Uber na cidade,  acabou desandando para ofensas e xingamentos. O vereador Professor Galdino, acabou intitulando alguns colegas de “malandros e corruptos”. No fim das contas, depois de sobrar palavras ásperas para todos, Professor Galdino se posicionou sobre o Uber.

Depois dos ânimos exaltados, o vereador conversou com a repórter da Rede Massa, Elisa Rossato. Confira a transcrição da conversa, e o áudio da entrevista:

Elisa Rossato: Professor Galdino, o senhor se envolveu em uma discussão sobre a presença do Uber hoje, e acabou xingando colega, temos a gravação, o senhor se lembra disso?

Professor Galdino: Onde tem malandragem, sacanagem e corrupção a gente tem que xingar.

Sérgio Moro xinga na caneta, ele xinga na questão de leis. A gente faz aqui, somente transfere o que o magistrado está fazendo.

ER: Quem o senhor estava xingando?

PG: Eu não posso especificar agora, porque se eu confirmar aqui na TV, os malandros, os corruptos vão roubar meu mandato como já tentaram fazer nove vezes aqui nessa Câmara em sete anos.

ER: O senhor estava se referindo a qual colega?

PG: Não, eu me referia a malandragem, vários malandros que querem surrupiar o que é dos outros, quem rouba um centavo, rouba um bilhão. Haja vista o que aconteceu na Petrobrás, acontece em todo lugar aqui no Brasil.

ER: O senhor acha que esse linguajar é apropriado aqui para a Câmara?

PG: Não, antes não era o linguajar, antes era com licença, por favor, mas os malandros, quando você fala assim, quando você trata os malandros corruptos numa boa, eles acham, eles se alimentam com isso e se tornam mais fortes.

ER: Vereador, o senhor xingou alguém de filho da p, e está gravado...

PG: F.. da p... mesmo, malandro e corrupto para mim é f.. da p....

ER: Quem, vereador?

PG: Eu falo para vocês, se eu falar aqui, o que acontece, esses próprios corruptos vão roubar meu mandato. Como já tentaram várias vezes.

ER:O senhor não acha que pode sofrer algum tipo de processo por quebra de decoro parlamentar?

PG: Não, porque, eu tenho provas que eles são malandros e corruptos, então não vai ter quebra de decoro, vai ter quebra de decoro para corruptos e malandros. É só chamar o Sérgio Moro para eles que eles não vão. Eles não têm moral para me punir, não existe isso, porque malandro é malandro, fila da puta é filha da puta e amigo é amigo.

ER: Qual a posição do senhor sobre o Uber?

PG: Temos que defender o trabalhador antigo, com 25, 30 anos de trabalho e desta forma salvar os taxistas curitibanos, a Uber que espere.


Câmara

A Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores, disse que não irá se manifestar sobre o ocorrido, uma vez que cada vereador responde pelos seus atos. Em relação a consequência, a assessoria relata que é possível que a ao longo dos dias os demais vereadores se posicionem sobre o ocorrido e também,  o conselho de ética pode atuar, caso haja denúncia. 

Colaboração Elisa Rossato/Rede Massa