22°
Máx
17°
Min

Dois são presos em protesto contra Richa em solenidade na PUC

Dois estudantes foram presos na manhã desta sexta-feira (1º) em Londrina, durante a solenidade de transferência de um terreno de 88 mil metros quadrados no campus da PUC para o governo do estado, visando a construção do Hospital da Zona Oeste.

Quando o governador Beto Richa chegava ao local, um rapaz começou a protestar, foi retirado do local por seguranças e detido pela Polícia Militar sob a alegação de estar tumultuando evento público.

Na sequência, uma jovem que estava no interior do prédio protestando também foi presa. Em frente ao campus da PUC, membros da Associação dos Professores do Paraná (APP) mantiveram o protesto.

Terreno

O Hospital da Zona Oeste vai beneficiar quase 1 milhão de pessoas do Norte do Estado.

A parceria foi formalizada pelo governador e o reitor Waldomiro Gremski, em solenidade no campus de Londrina da universidade, com a presença de professores, estudantes e pessoas da comunidade. Eles também assinaram o termo de cooperação para uso do hospital como campo de aprendizado e formação de estudantes de cursos da área da saúde da PUC-PR. 

Inicialmente, serão investidos R$ 25 milhões para construção da unidade. O Hospital terá foco clínico e deverá ser referência para o atendimento de idosos, além de se viabilizar como unidade de cuidados continuados. A unidade contará com 150 leitos, sendo 30 de UTI e 20 de Unidade de Cuidados Continuados (UCI). Estão previstas quatro salas cirúrgicas.