28°
Máx
17°
Min

É preciso tomar cuidado com o dinheiro falso circulando no Litoral

Alerta vale para comerciantes e veranistas (Foto: PMPR/Assessoria) - PM alerta comerciantes do litoral sobre a circulação de dinheiro falso
Alerta vale para comerciantes e veranistas (Foto: PMPR/Assessoria)

Todo cuidado é pouco, principalmente em se tratando dos criminosos que têm usado de diversas modalidades para agir contra a população de bem. Pensando nisso, e tendo em vista o registro recente de soltura de notas falsas nas praias do litoral paranaense e a chegada do feriado de Carnaval, a Polícia Militar pede aos comerciantes, à população local e aos veranistas para que fiquem cautelosos e atentos ao receberem notas de dinheiro, principalmente de alto valor.

“Geralmente os golpistas procuram os comerciantes com notas de valor alto com o intuito de trocar as notas para obter dinheiro verdadeiro”, explica o Subcomandante do 9º Batalhão da PM (9º BPM) e Subcomandante Operacional do “Verão Paraná 2015/2016", capitão Cesar Kamakawa. 

“Nesta época do ano, em que o litoral recebe um grande número de turistas para os festejos, os golpistas, infiltrados, tentam se aproveitar dessa movimentação nos estabelecimentos comerciais para aplicarem os seus golpes”, completa.

De acordo com o oficial da PM, o comerciante e o cidadão devem ficar atentos a alguns detalhes das notas que o ajudarão a identificar se o dinheiro é falso ou verdadeiro. “Tem as marcas d’água, o papel, os símbolos, os relevos, entre outras características que podem ajudar na hora da dúvida. E se a dúvida permanecer a pessoa pode acionar a PM por meio do 190, que iremos até o local para fazer os encaminhamentos necessários”, destaca o capitão.

O crime de falsificação de moeda está previsto no Código Penal, art. 289, sendo que a pena pode variar de 03 anos a 12 anos de reclusão. “É importante o acionamento da PM para a coleta de informações junto aos comerciantes ou ao cidadão que foram vítimas do crime e para o devido encaminhamento dos suspeitos à Polícia Federal ou à Polícia Civil, às quais competem as providências nestes casos”, esclarece o capitão.

É preciso atenção para não acabar vítima (Foto: PMPR/Assessoria)

Apreensões

Desde o início do “Verão Paraná” foi apreendido mais de R$ 3 mil em dinheiro falso no litoral. Foram registrados pela PM quatro casos, sendo dois em Guaratuba e dois em Matinhos. 

Como identificar notas falsas

- Notas velhas (primeira família), de 1994:

  • Observar a marca d´água;
  • Observar a imagem latente (BC) do lado inferior esquerdo da nota;
  • Símbolo das Armas nos dois lados da cédula;
  • Sentir o papel e a impressão com os dedos.

- Notas novas (segunda família), de 2010, além dos cuidados acima, devemos verificar:

  • Número escondido;
  • Faixa Holográfica;
  • Cor;
  • Alto relevo.

Restituir nota falsa à circulação também é crime (Foto: PMPR/Assessoria)

Crime

ART. 289 - Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro: Pena - reclusão, de três a doze anos, e multa. § 1º - Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.

§ 2º - Quem, tendo recebido de boa-fé, como verdadeira, moeda falsa ou alterada, a restitui à circulação, depois de conhecer a falsidade, é punido com detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

Colaboração Assessoria de Imprensa