23°
Máx
12°
Min

Ecoponto Itinerante do Centro recolheu 30 toneladas de materiais

Foto: Assessoria de imprensa - Ecoponto Itinerante do Centro recolheu 30 toneladas de materiais
Foto: Assessoria de imprensa

Aproximadamente 30 toneladas de materiais inservíveis foram entregues no Ecoponto Itinerante realizado na região central de Toledo.

Foram coletados diversos materiais inservíveis, todos recebendo a destinação correta. A ação foi realizada no sábado (09), em frente à Praça Willy Barth.

Desde o início do ano, a ação já recolheu mais 1.200 toneladas. Para facilitar a entrega dos resíduos volumosos, a Prefeitura fechou parcialmente o Largo São Vicente de Paulo.

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Edemar Rockembach, o trabalho foi importante para a limpeza de quintais.

“Muitos cidadãos, por falta de um local específico para estes descartes, acabam por colocar nos fundos dos quintais e isso, com o tempo, se torna um grande problema, pois promove a proliferação de animais e insetos, muitos causadores de doenças”.

Edemar disse ainda que nesta ocasião o proprietário de uma empresa fez a observação da coleta para verificar o número de lâmpadas recolhidas, pois estuda a viabilidade de iniciar a reciclagem deste tipo de material.

O secretário ainda comentou que durante toda a manhã, os servidores municipais, com sete camionetes, percorreram a região para a coleta.

“Em volume foi um dos menores Ecopontos realizado, porém por ter acontecido no Centro, local de muita circulação de pessoas teve um caráter educativo importante”, comentou.

A moradora do Centro, Geneci Nunes, destacou a ação da Prefeitura. Segundo ela, esta atividade oferece ao cidadão uma oportunidade de realizar uma ação ambientalmente correta.

“Alguns itens não podem ser colocados na coleta de lixo orgânico, nem nos contêineres amarelos. O Ecoponto nos dá a oportunidade de realizar o descarte corretamente. Eu me preocupo com as doenças que podem ser causadas pelo acúmulo destes resíduos em casa, pois tenho crianças”, disse.

 A próxima edição acontecerá no Jardim Maracanã, na Associação de Moradores, das 8h às 12h.

Materiais que podem ser entregues

No Ecoponto podem ser entregues geladeiras, fogões, móveis velhos e demais objetos que acumulam água, mantendo os quintais limpos e evitando a formação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Febre Chikungunya, Dengue e Zika Vírus.

Com este tipo de ação, envolvendo a Prefeitura e as comunidades, se promove o desenvolvimento sustentável.

“O poder público vem oferecendo a possibilidade de dar o destino correto ao seu lixo. A responsabilidade, neste caso, é da Prefeitura e dos cidadãos”, afirmou o prefeito Beto Lunitti, lembrando que o Governo Municipal oferece a estrutura e a população se compromete com a limpeza do seu quintal.

Beto ainda lembrou que as pessoas que não tem condições de levar os materiais até este local, se possível deixe em frente de suas casas para que os servidores municipais façam o recolhimento.

Colaboração: Assessoria de imprensa