23°
Máx
12°
Min

Eder Conde foi preso após invadir casa que comprou com dinheiro do tráfico e foi confiscada pela Justiça

(Veículo blindado foi apreendido - Foto: Ricardo Vilches/Rede Massa)  - Polícia revela detalhes da prisão de Eder Conde
(Veículo blindado foi apreendido - Foto: Ricardo Vilches/Rede Massa)

O nome Éder Conde já é bastante conhecido dos curitibanos. O rapaz foi ‘apelidado’ de “Fernandinho Beira-Mar” do Paraná, e mais uma vez, foi detido pela polícia, desta vez, por descumprir uma ordem judicial e ‘invadir’ um imóvel que fora dele, mas que acabou sendo confiscado e repassado à União.

Segundo a polícia, “Éder teria invadido a casa localizada em um condomínio em Pinhais. Ele teria afirmado ao porteiro que tinha solucionado o problema judicial e que trocaria as fechaduras”. O imóvel avaliado em mais de R$ 1 milhão e foi confiscado após a Justiça entender que o dinheiro usado para a compra era proveniente do tráfico de drogas. A casa não pertence a Eder desde 2011.

Diante da situação, a Justiça expediu o mandado de prisão que foi cumprido por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). De acordo com a polícia, Éder foi localizado em uma casa na Vila Nossa Senhora da Luz. Com ele, forma apreendidos R$ 34 mil em dinheiro e um veículo Audi blindado.

Relembre

O rapaz foi preso em 2010 pela Polícia Federal. Na época, além dele, outras 8 pessoas foram presas e 40 veículos foram apreendidos. Foi aí também que ele acabou recebendo o status de ‘Beira-Mar’, diante da grande movimentação de drogas do grupo liderado por ele.

Em 2015, quando saia da Colônia Penal Agrícola, foi novamente preso, desta vez pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Conforme a polícia, ele seguia em no veículo Audi quando foi abordado. Ele mantinha no carro uma submetralhadora, duas pistolas, duas balaclavas (uma espécie de touca para esconder o rosto), um colete a prova de balas, além de munições e carregadores.  

Colaboração Polícia Civil/Ricardo Vilches/Rede Massa