23°
Máx
12°
Min

Eleita ontem a nova mesa diretora do Codefoz

Mais de 120 pessoas participaram do encontro (Foto: Assessoria de imprensa) - Eleita ontem a nova mesa diretora  do Codefoz
Mais de 120 pessoas participaram do encontro (Foto: Assessoria de imprensa)

Representantes da sociedade elegeram, por unanimidade, a nova mesa diretora do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz Iguaçu), nesta quinta-feira (25). 

Foram eleitos o empresário Roni Temp (presidente), o engenheiro civil Renato Pena Camargo (vice-presidente) e o jornalista Gilmar Piolla (secretário).

Mais de 120 pessoas participaram do encontro, entre elas os representantes das entidades, de diferentes setores da comunidade, que ocupam 37 cadeiras na plenária.

A nova diretoria foi eleita em chapa única e de consenso entre os participantes do conselho. O evento foi realizado no Hotel Bella Itália, no centro.

Roni Temp e Gilmar Piolla foram reeleitos aos cargos. Já Renato Pena Camargo substitui o arquiteto Leandro Costa na vice-presidência.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira, permanece como presidente de honra do Codefoz. A chapa foi empossada na própria plenária e tem mandato de um ano.

Conduzida pelo conselheiro consultivo Danilo Vendruscolo e pelo prefeito Reni Pereira, a solenidade contou com participação na mesa de autoridades da vice-prefeita Ivone Barofaldi, dos deputados estaduais Chico Brasileiro e Claudia Pereira, do presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Duso; e do arquiteto Leandro Costa.

Desafios

Em seu breve discurso, Roni Temp disse que o Codefoz está consolidado como espaço de debate e ação para o desenvolvimento de Foz. 

Ele enfatizou que são mais de 250 representantes de entidades do poder público e da iniciativa privada que dedicam parte do seu tempo para o trabalho voluntário em prol do município, da fronteira e da região.

Temp lembrou que o Codefoz, criado por lei municipal em novembro de 2012, tem pouco mais de três anos de três anos de existência, mas já conta com forte adesão da sociedade. 

“O nosso capital social está na união das entidades nas plenárias e o trabalho nas 12 câmaras técnicas, sendo que 8 delas tem atividades regulares”, disse.

O presidente frisou ainda que o Codefoz inspirou e apoiou a criação e oficialização do Codespi (Consejo de Desarrollo Económico y Social de Puerto Iguazú) e do (Codeleste) Consejo de Desarrollo de Ciudad del Este. 

Juntos, os três conselhos já têm agenda em comum em prol desenvolvimento da região trinacional. O Codefoz também é modelo para a criação de conselhos em cinco municípios do Oeste do Paraná.

Debates

A plenária desta quinta-feira discutiu outros dois assuntos. Um deles foi a nova proposta de projeto de lei que dispõe sobre a instalação de lojas francas em Foz. 

O tema foi apresentado por Fernando Duso e pelo vice-presidente da Câmara Técnica de Comércio Exterior e Logística do Codefoz, Mário Alberto de Camargo.

O presidente da Câmara Técnica de Infraestrutura e Logística do Programa Oeste em Desenvolvimento, Danilo Vendruscolo, por sua vez, atualizou o colegiado sobre a campanha do Oeste contra a renovação dos contratos de concessão do pedágio no Paraná.

Colaboração: Assessoria de imprensa