24°
Máx
17°
Min

Em Apucarana e Maringá, policiais civis fazem assembleia nesta terça-feira para votar greve

Servidores alegam calote do governo (Foto: Sesp) - Policiais civis fazem assembleia nesta terça-feira para votar greve
Servidores alegam calote do governo (Foto: Sesp)

Além dos servidores universitários e da rede estadual de educação, mais uma categoria do funcionalismo público paranaense pode entrar em greve. A Polícia Civil marcou assembleias no norte do Paraná para esta segunda (10) e terça-feira (11).

Em Apucarana, os policiais civis se reúnem nesta terça-feira, às 15h, na sede da 17ª Subdivisão Policial, enquanto em Maringá, a assembleia está marcada para 18h, na 9ª SDP.

Na ata de convocação, o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol) justifica o debate sobre a paralisação em virtude da proposta enviada pelo governador Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa do Paraná, que suspense o reajuste salarial previsto para janeiro de 2017. 

O pagamento da data-base foi a promessa feita pelo governo do Estado para encerrar a greve do funcionalismo no ano passado, por isso, os servidores veem a medida como um calote e devem entrar em greve.