21°
Máx
17°
Min

Em assembleia, funcionários da Volvo ofertam prazo de 48 horas para negociação

(Foto: Divulgação / Site Volvo) - Em assembleia, funcionários da Volvo ofertam prazo de 48 horas para negociação
(Foto: Divulgação / Site Volvo)

Uma paralisação de aproximadamente duas horas seguida de assembleia dos trabalhadores, decidiu ofertar a empresa Volvo, 48 horas para negociações. De acordo com o vice-presidente do sindicato dos metalúrgicos, Nelson Silva de Souza, a questão toda se dá por dois motivos, o pagamento do valor referente a Participação nos Lucros e Rendimentos (PLR) e a manutenção dos empregos de 400 trabalhadores.

Ele explicou que existia um acordo referente a valores do PLR e também a datas de pagamento, e que agora, a empresa estaria tentando mudar o percentual de repasse. “Desde 1980 o pagamento do PLR era feito em quatro blocos, mais o mínimo garantido de R$ 8 mil”, relata. “Se fosse para seguir o acordo, teríamos o mínimo, mais os blocos e chegaríamos a R$ 15 mil”.

Nelson também comentou que o mês de vencimento da PLR seria fevereiro. 

“Nós estamos lutando pela PRL, mas, neste momento, temos outra questão tão ou mais importante”, disse. “Que é chegar a um acordo pela manutenção dos empregos”.

Para o vice-presidente, os trabalhadores estariam de acordo com a empresa pagar o valor que ela entender como correto referente a PLR, mas assinar o acordo de manutenção dos empregos. “No ano passado assinamos um acordo de manutenção de empregos e ele vence no fim deste mês. Nosso interesse é manter os empregos, porque na atual conjuntura, ter mais 400 pessoas desempregadas é muito ruim”.

Desta forma, o Sindicato comunicou formalmente a empresa do prazo fixado de 48 horas, e aguarda um posicionamento. “Queremos chegar a um acordo, mas se preciso vamos nos mobilizar novamente na sexta-feira”.

A reportagem tentou contato com a direção da empresa, mas não obteve retorno.