22°
Máx
16°
Min

Em dez dias, Prefeitura recolhe 243 toneladas de lixo em áreas públicas

No Parolin, dez caçambas foram colocadas nas ruas para descarte de lixo e receberam em fevereiro, até agora, 2.110 quilos de material (Foto: Divulgação) - Em dez dias, Prefeitura recolhe 243 toneladas de lixo em áreas públicas
No Parolin, dez caçambas foram colocadas nas ruas para descarte de lixo e receberam em fevereiro, até agora, 2.110 quilos de material (Foto: Divulgação)

A retirada de lixo e entulhos das ruas é uma das ações importantes para acabar com os possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e zika. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente colocou em circulação 15 caminhões, além da estrutura existente para a coleta de rotina, que estão retirando esse material na cidade.

Entre os dias 15 e 25 de fevereiro, os caminhões recolheram 243.410 quilos de lixo em vários pontos da cidade. Foram feitas, por exemplo, limpezas em trechos dos rios Belém e Atuba e em terrenos nas dez administrações regionais. No Parolin, dez caçambas foram colocadas nas ruas para descarte de lixo e receberam em fevereiro, até agora, 2.110 quilos de material.

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (25) durante a reunião semanal de trabalho da Sala de Combate ao Aedes de Curitiba. O encontro teve também a participação de representantes das dez administrações regionais. O secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton, apresentou os números do monitoramento semanal da dengue, chikungunya e zika.

Curitiba tem, em 2016,203 casos confirmados de dengue, 22 de zika e nenhum de chikungunya. Os focos positivos do Aedesaegypti somam 121 na cidade este ano.

Titton ressaltou a importância da participação das administrações regionais no combate ao mosquito. Ele falou da necessidade de ser realizada uma varredura em 100% dos imóveis da cidade e de recrutar um grande volume de pessoas que possam colaborar nessa tarefa.

O coordenador técnico da Defesa Civil, inspetor João Batista dos Santos, apresentou aos administradores regionais a ampliação da Operação Tira Focos, com a convocação de voluntários interessados em ajudar no combate ao mosquito Aedes aegypti. A inscrição dos interessados em participar começou na segunda-feira (22).

Os voluntários vão ser treinados e ficarão encarregados de visitar os imóveis de uma quadra da cidade uma vez por semana, orientando moradores e verificando as condições do terreno. A inscrição deve ser feita no site da Prefeitura de Curitiba.

Colaboração Assessoria de Imprensa da Prefeitura.