22°
Máx
17°
Min

Em Maringá, feirão quer propor debate sobre retorno dos impostos à comunidade

(Foto: Copejem) - Feirão quer propor debate sobre retorno dos impostos à comunidade
(Foto: Copejem)

Você já analisou quanto do imposto que paga retorna a sua comunidade, em prol de serviços públicos de qualidade? É essa a reflexão que a 14ª edição do Feirão do Imposto quer provocar nos moradores de Maringá, com atividades que começam na próxima terça-feira (17) e se estendem até o dia 21.

O evento começou há dez anos em Joinville (SC) e acontece em mais de cem cidades do país. Aqui em Maringá, são jovens do Conselho Permanente do Jovem Empresariado (Copejem) da Associação Comercial de Maringá (Acim) que comanda a iniciativa, em parceria com o núcleo jovem da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) e a Confederação Nacional dos Jovens Empresários.

O objetivo é conscientizar sobre a carga tributária em produtos e serviços, com a divulgação das hashtags #cadeoretorno e #bumeranguedoimposto. Entre as 30 maiores cargas tributárias do mundo, o Brasil está na última colocação no que tange ao retorno em prol da população.

“Nossa ideia é mostrar para as pessoas quanto do imposto pago pelos cidadãos volta em benefícios, como saúde e educação, e o quanto são custos da máquina pública”, colocou Michael Tamura, presidente do Copejem.

Atividades

Assim como no último ano, ações de conscientização serão realizadas durante o Feirão do Imposto em diversos estabelecimentos de Maringá, como em postos de gasolina e supermercados.

Este ano, ainda haverá ações junto ao Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), exposição de produtos e suas cargas tributárias nos shoppings Maringá Park e Avenida Center, além da comercialização de vários produtos sem imposto com apoio da Cocamar.

A finalidade do Feirão do Imposto é informar, educar e conscientizar a população da quantidade de imposto das mercadorias e serviços, além de acompanhar a destinação dos recursos e cobrar o retorno dos tributos em benefício da sociedade.

Colaboração Assessoria de Imprensa