23°
Máx
12°
Min

Em nota, família de Rodrigo Federizzi relata preocupação com filho do casal

(Foto: Reprodução/Facebook) - Família de Rodrigo Federizzi relata preocupação com filho do casal
(Foto: Reprodução/Facebook)

Em uma nota enviada para a imprensa nesta sexta-feira (19), a família do soldado Rodrigo Federizzi - morto pela própria esposa com um tiro na cabeça no último dia 28 de julho – afirmou que está preocupada com o filho do casal e ressaltou que espera que a justiça seja feita.

Durante a nota, eles destacam que o maior receio é o efeito que esta situação terá na vida da criança. “Nossa maior preocupação agora é a criança que está envolvida nessa história terrível e que, mesmo sem culpa nenhuma, terá sua infância marcada por este trauma.”

De acordo com a família, a expectativa é que Ellen pague pelo crime que cometeu. “Não queremos vingança, pois acreditamos que a justiça será feita e só assim poderemos acalmar nossos corações, tendo a certeza de que a pessoa que o tirou (Rodrigo) de nós está no lugar que merece”, afirmou.

Além disso, a nota resume o sentimento da família frente ao crime que tirou a vida do soldado. “O sentimento é de indignação, principalmente pela forma brutal como tudo aconteceu e por todas as mentiras que estão sendo descobertas. Saber o quanto ele trabalhou para dar o melhor ao seu filho e ter sua vida ceifada por uma pessoa em quem ele confiou cegamente e que, até o momento, fazia parte da família, é ainda mais doloroso”, destacou o texto.

Por fim, os familiares agradeceram o apoio e dedicação dos policiais civis e militares envolvidos na investigação. “(Eles) não medem esforços para nos dar respostas, e também a todos que tem rezado por nós nesse momento de tanta tristeza, nosso sincero obrigado”, finalizou o texto.

Confira a nota na íntegra:

Estamos despedaçados, cada familiar e amigo que conheceu o Rodrigo e sabe a pessoa querida e amável que ele foi, sente a imensa dor que é perdê-lo. O sentimento é de indignação, principalmente pela forma brutal como tudo aconteceu e por todas as mentiras que estão sendo descobertas. Saber o quanto ele trabalhou para dar o melhor ao seu filho e ter sua vida ceifada por uma pessoa em quem ele confiou cegamente e que, até o momento fazia parte da família, é ainda mais doloroso. 


Mas nossa maior preocupação agora é a criança que está envolvida nessa história terrível e que, mesmo sem culpa nenhuma, terá sua infância marcada por este trauma. Não queremos vingança, pois acreditamos que a justiça será feita e só assim poderemos acalmar nossos corações, tendo a certeza de que a pessoa que o tirou de nós está no lugar que merece. 


Queremos agradecer a todos os policiais civis e militares envolvidos na investigação, que não medem esforços para nos dar respostas, e também a todos que tem rezado por nós nesse momento de tanta tristeza, nosso sincero obrigado!