22°
Máx
14°
Min

Em Pérola, família procura doador de medula para bebê de 11 meses

(Foto: Divulgação) - Família procura doador de medula para bebê de 11 meses
(Foto: Divulgação)

Com apenas 11 meses, Enzo Gabriel enfrenta uma doença rara que afeta o sistema imunológico, a granulomatose crônica. A família dele, que é de Pérola (a 133 quilômetros de Cianorte), está à procura de um doador compatível de medula óssea para que o bebê seja curado.

Enzo está internado há um mês no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, vítima de uma pneumonia, que é ocasionada pela doença rara, pois deixa o corpo suscetível a infecções.

Segundo a mãe Danieli de Freitas Vila Nova, 23 anos, esta é a quinta vez que o filho pega pneumonia. Nas anteriores, ele ficou internado em Pérola, mas não conseguiram diagnosticar o motivo da frequência da doença. O médico então indicou que ela procurasse um hospital especializado.

No Pequeno Príncipe, Enzo recebe tratamento enquanto aguarda um transplante de medula óssea. Se a pneumonia estabilizar, o menino voltará para Pérola enquanto não localiza um doador compatível.

A família faz campanha pela cidade para que as pessoas se dirijam ao Hemonúcleo de Umuarama, onde são feitas as coletas de sangue para análise. Além disso, uma ex-vizinha de Danieli organiza uma ação para levar moradores de Pérola até Umuarama para cadastro da medula.  

Luciana Silva, a organizadora, informou que, no feriado da padroeira da cidade na próxima semana, serão disponibilizados ônibus para os moradores. Até o momento já estão confirmadas 140 pessoas. Quem tiver interesse pode ligar na prefeitura, onde Luciana trabalha, no telefone (44) 3636-8300, e deixar o nome.

Triste histórico

Esta não é a primeira vez que Danieli passa pelo problema. No dia 19 de março deste ano, o filho do meio faleceu com a mesma doença de Enzo. O menino de três anos teve 18 pneumonias até a morte. Ele também ficou internado no Hospital Pequeno Príncipe, mas não resistiu. Agora, a mãe está esperançosa com tantas pessoas querendo ajudar.

“Eu não tenho palavras para agradecer, com o mundo do jeito que está hoje, ainda existem pessoas que possam ajudar”, conta.

A mãe lembra que, mesmo que a pessoa não seja compatível com Enzo, é possível que seja com outra criança ou pessoa. Por isso, é importante o cadastro no banco de medula óssea.

Hemonúcleo de Umuarama

Avenida  Manaus, 4.444, Centro Cívico.

Horário de funcionamento: 8h às 16h