27°
Máx
13°
Min

Em Sarandi, polícia encontra carro e identifica autores de latrocínios ocorridos em Maringá

A Polícia Civil acredita ter identificado os homens envolvidos nos dois latrocínios registrados na madrugada desta segunda-feira (8), em Maringá. O carro usado nos crimes – um GM Monza – foi abandonado em Sarandi e encontrado pela Polícia Militar.

Uma equipe da Polícia Civil de Maringá foi até o município vizinho e iniciou investigações, com visitas a várias casas. O proprietário do veículo e o rapaz que desferiu as facadas contra as duas vítimas teriam sido identificados, mas estão desaparecidos.

O Monza será trazido para a 9ª Subdivisão Policial de Maringá e as buscas aos suspeitos continuam.

Latrocínios

Os dois crimes aconteceram em cerca de 15 minutos. O primeiro deles na Avenida Brasil, no Centro de Maringá, onde Roberto Aparecido de Souza, 40 anos, caminhava tranquilamente e foi abordado pelo criminoso.

O homem exigiu que ele entregasse a carteira e o celular enquanto o esfaqueava, cena chocante que foi filmada por uma câmera de segurança. Em seguida, a dupla teria seguido até a Avenida Colombo, onde feriu o travesti Cleidson João Santos, 24 anos, conhecido como Joyce.

Os dois não resistiram aos ferimentos.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa