24°
Máx
17°
Min

Em seis meses, comércio fecha mais de 600 postos de trabalho

Tanto nos supermercados quanto no comércio em geral, o novo levantamento divulgado pelo Ministério do Trabalho mostra que esse setor é responsável pela maior parte dos postos de trabalho fechados em Ponta Grossa. De janeiro a junho deste ano, foram 647 vagas a menos. O número ficou acima da média do município, que fechou 598 postos de trabalho neste primeiro semestre

A diferença aparece porque setores como a administração pública e o setor de serviços geraram empregos, amenizando, mesmo que um pouco, o impacto negativo do comércio para o mercado de trabalho. E a justificativa para esses números está na crise econômica. Com a população com o poder aquisitivo cada vez menor, o comércio tem vendido menos, e a solução é cortar gastos.

“O comércio é um setor frágil para toda e qualquer situação de movimentação”, destaca o presidente do Sindicato dos Comerciários, João Vendelin. “Seja essa situação política ou econômica, o comércio é o primeiro a sentir. Não vende na loja, demite o funcionário, esse é o primeiro passo para reduzir gastos”, completa.

Colaboração Marrara Laurindo / Rede Massa.