27°
Máx
13°
Min

Em uma semana, novos radares multam 6,1 mil londrinenses

(foto: Marco Feltrin/Rede Massa) - Em uma semana, novos radares multam 6,1 mil londrinenses
(foto: Marco Feltrin/Rede Massa)

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) divulgou um balanço da primeira semana de funcionamento dos novos radares e videovigias instalados em 18 pontos de Londrina.


 De 1º a 6 de junho, foram aplicadas 6.176 multas, sendo 91% relacionadas a excesso de velocidade (5.675). Avanço de sinal (367) e parada sobre a faixa de pedestre (134) também foram registrados.

A Duque de Caxias foi a ‘campeã’ das infrações por excesso de velocidade, com 1.534 (veja tabela abaixo). A via, limitada em 50 quilômetros por hora, teve flagrantes com velocidade média de 70 quilômetros por hora. Segundo a CMTU, os horários de maior incidência dos apressadinhos são próximo das 8h, 11h e 18h, tradicionais faixas de maior movimento.

O cruzamento com maior incidência de infrações registradas por vídeomonitoramento é o da avenida Tiradentes com a rua Bauru, com 94 registros por avanço de sinal e 24 por parada na faixa de pedestres.

A CMTU tem ainda mais de 5.500 imagens sendo analisadas, para que sejam validadas ou não como autos de infração pelo auditor.

Radares móveis

As autuações com os radares móveis, utilizados pelos agentes de trânsito, somam 215 multas no total, no mesmo período (1 a 6 de junho). Cerca de 75% delas (160) deverão ser finalizadas como infrações. As principais vias fiscalizadas são as avenidas Higienópolis, Madre Leônia Milito e Robert Koch.

Avaliação

Segundo José Carlos Bruno de Oliveira, presidente da CMTU, o principal objetivo dos equipamentos é preservar vidas. No entanto, as primeiras semanas após a instalação dos radares devem registrar um número maior de infrações, até que os motoristas atentem para a fiscalização eletrônica e passem a respeitar mais a sinalização. "Os radares integram o processo de educação no trânsito para àqueles que não têm o hábito de dirigir na velocidade determinada, ou ainda que têm o mau hábito de furar o sinal, colocando em risco outros motoristas e pedestres".

(com informações da CMTU)