22°
Máx
17°
Min

Empresa é acusada de vender vaga em concurso público no Paraná

(foto: freeimages.com) - Empresa é acusada de vender vaga em concurso público  no Paraná
(foto: freeimages.com)

A prefeitura de Pérola, no noroeste do Paraná, cancelou o concurso público aberto no início do ano, atendendo recomendação do Ministério Público.

O órgão identificou indícios de fraude no certame. Uma das suspeitas seria a venda de uma vaga para o cargo de procurador jurídico, que oferece remuneração de R$ 4.953,56 por jornada de 20 horas semanais. 

Segundo a promotoria, a fraude teria começado já na fase de licitação. Em conluio com o município, a empresa teria pago os demais concorrentes para que não comparecessem para apresentar proposta. 

De acordo com o MP, a empresa já é investigada por supostas irregularidades cometidas em concursos nas cidades de Goierê e Peabiru, como venda de vagas e entrega de gabarito antes da prova a determinados candidatos. 

A recomendação do Ministério Público é para que, além da anulação, a empresa devolva o montante pago pela prefeitura para realização do concurso.

A prefeitura emitiu decreto cancelando o concurso quatro dias após a recomendação do promotor Eduardo Henrique Germano.

Os candidatos já podem pedir a devolução da taxa de inscrição preenchendo um formulário neste link.

A prova estava marcada para 3 de abril.