22°
Máx
17°
Min

Entidades se reúnem para iniciar pesquisa de demanda turística

Foto: Assessoria - Entidades  se reúnem para iniciar pesquisa de demanda turística
Foto: Assessoria

Conhecer qual é a realidade do turismo na Região Trinacional do Iguassu. Essa é a proposta do Estudo de Demanda Turística que será apoiado pelo Instituto Polo Internacional Iguassu em Foz e que pode ser estendido a Puerto Iguazú e Ciudad del Este.

O passo inicial para viabilizar esse levantamento ocorreu recentemente com uma reunião entre representantes de instituições ligadas ao setor turístico, as quais acreditam na necessidade de obter-se dados integrados a respeito de uma das principais atividades econômicas nas três cidades vizinhas.

“Esse estudo faz muita falta. A cidade fica sem informações precisas para qualquer tipo de análise, para empreendedores e até mesmo para o município. O avanço é que não é uma pesquisa local, ela passa a ser trinacional, e aí vem a importância da participação do POLOIGUASSU”, afirmou Licério Santos, presidente do instituto e do Conselho Municipal de Turismo.

A pesquisa começará por Foz do Iguaçu, e o POLOIGUASSU ficará encarregado de contratar pesquisadores e coordenadores de campo e também de coordenar, juntamente com as demais entidades, a parte operacional. A execução estará sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Turismo, da Paraná Turismo, do Sebrae e de universidades parceiras. A UDC será a primeira a participar.

A metodologia a ser seguida será repassada pelo Ministério do Turismo, que foi representado na reunião em Foz do Iguaçu pela coordenadora-geral de Informações Gerenciais da Diretoria de Estudos Econômicos e Pesquisas, Gilce Zelinda Batistuz. Também estiveram presentes a diretora-executiva do Instituto Polo Internacional Iguassu, Fernanda Fedrigo; a chefe do escritório regional da Paraná Turismo, Valéria Mariotti; representantes da Secretaria Municipal de Turismo de Foz e do Ente Municipal de Turismo de Iguazú (Iturem); e consultores do Sebrae.

O levantamento

O Estudo de Demanda Turística captará informações como gênero, idade, procedência, ocupação, renda, motivo da viagem, tempo de permanência, estimativa de gastos, avaliação sobre os preços dos bens e serviços na cidade e ainda sobre a infraestrutura local e dos atrativos turísticos.

Colaboração: Assessoria de imprensa