24°
Máx
17°
Min

Escola Pato Branco Digital atende jovens e adultos

(Foto: Divulgação) - Escola Pato Branco Digital atende jovens e adultos
(Foto: Divulgação)

As aulas do Programa Escola Pato Branco Digital começaram nesta semana com as primeiras turmas do curso de Informática Básica. O projeto é desenvolvido pela Prefeitura de Pato Branco juntamente com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), através do Ministério da Educação (MEC). Durante dois anos, serão ofertadas 1500 vagas para cursos gratuitos. O objetivo é incentivar a inclusão digital e a qualificação profissional de jovens e adultos.

No momento, as aulas estão sendo realizadas na UTFPR e no Centro de Musicalização do bairro Alvorada. Entre os participantes está Salete Aparecida dos Santos, 53 anos. Para ela, as aulas de informática permitiram um grande aprendizado. “Eu via meus filhos usando o computador, tinha vontade também, mas parecia complicado e eu tinha medo de estragar. Agora que estou aprendendo, posso me distrair pesquisando receitas, lendo e exercitando a mente”, explica.

Para Vanessa Boff, 25 anos, as aulas são uma oportunidade de crescimento profissional. “É a primeira vez que tenho acesso a um curso assim e, mais do que aprender para utilizar em meu cotidiano, resolvi começar as aulas porque acredito que é um meio de conseguir um emprego melhor”, avalia. 

Nas quartas-feiras, as aulas no Centro de Musicalização são para adolescentes que participam das atividades do Pró-Jovem, do CRAS do bairro São João. Eles recebem transporte para participarem das aulas no bairro Alvorada. Grazieli Santos Vieira, 16 anos, é uma das adolescentes que participa do curso de informática básica. “Fiquei sabendo das aulas, me inscrevi e estou com muita expectativa, pois sei que uma boa formação é importante para o meu futuro”, disse Grazieli.

A educadora social do CRAS do bairro São João, Salete Burile Lazzarini, realiza o acompanhamento dos adolescentes e contou que eles estavam ansiosos com a participação no curso. “Começamos a realizar as inscrições e rapidamente preenchemos o número de vagas. Eles estão bastante interessados, pois essas aulas contribuem no futuro profissional e muitos não têm condições de pagar por cursos do gênero”, ressalta.

Atualmente, os cursos atendem jovens, adultos e idosos. Além disso, entre as turmas existentes na UTFPR, há uma voltada a servidores da Prefeitura, em que as aulas ocorrem nas quintas-feiras, à noite.

A Escola Digital

Para o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Géri Natalino Dutra, o programa democratiza o acesso à tecnologia e incentiva a qualificação profissional. “Queremos mostrar que a tecnologia também oportuniza a geração de emprego e renda, o que fomenta o desenvolvimento de Pato Branco e representa novas perspectivas de vida para jovens, adultos e idosos”, destacou.

De acordo com o professor do Departamento Acadêmico de Informática (DAINF) da UTFPR, Fábio Favarim, o programa de extensão reflete na relação entre a universidade e a sociedade, pois promove inclusão social e digital. “A tecnologia está sendo um meio de oportunidades de trabalho, dando acesso à informação, aprendizado e conhecimento”, pontua.

Os cursos são ministrados por alunos bolsistas e voluntários dos cursos da área de computação da UTFPR. “A participação ativa dos nossos alunos nesse programa visa despertar o interesse desses jovens pelo lado social, assim como permitir que eles retribuam na sociedade", ressalta o professor Fábio.

O Programa Escola Pato Branco Digital ofertará, gradativamente, novas modalidades, nas áreas de: Linux e Internet; desenvolvimento de páginas Web; programação de computadores; editoração de imagens; aplicativos de escritório; montagem e manutenção; e uso de tablets. Além disso, serão cerca de 30 oficinas de robótica voltadas a legos mindstorms e arduíno. No período de dois anos, a previsão é atender mais de 100 turmas.

Ainda há vagas para alguns cursos. Inscrições e informações na Biblioteca Municipal, ou pelo telefone (46) 3220-6084.

Colaboração Assessoria de Imprensa.