22°
Máx
14°
Min

Está liberada a comercialização do pinhão

(Foto: Arnaldo Alves / ANPr) - Está liberada a comercialização do pinhão
(Foto: Arnaldo Alves / ANPr)

Estão permitidas, a partir desta sexta-feira (1) a colheita e a comercialização do pinhão maduro. A liberação atende a portaria do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que determina normas e instruções para colheita, transporte e comercialização da semente.

Mesmo com a liberação, continua proibida a comercialização de pinhas verdes, quando o pinhão apresenta a cor esbranquiçada e alto teor de umidade. “Nesse estado, o pinhão apresenta alta concentração de água e pode conter fungos, causando problemas a saúde, além da baixa qualidade da semente”, explica o chefe do Departamento de Fiscalização do IAP, Ivo Good.

A partir desta data também fica suspensa a autorização ambiental para o corte da araucária portadora de pinha, salvo quando houver de risco. Estas determinações têm o objetivo de garantir o consumo sustentável e assegurar a reprodução da araucária, árvore símbolo do Paraná e ameaçada de extinção.

Colaboração Agência de Notícias do Paraná