26°
Máx
19°
Min

Estudantes de Direito da UEPG visitam sede do Ministério Público

Estudantes de Direito da UEPG visitam sede do Ministério Público

Trinta e um alunos e duas professoras do curso de Direito da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) visitaram a sede o Ministério Público do Estado do Paraná, em Curitiba, nesta terça-feira (24). Os estudantes e as professoras Andressa Pacenko Malucelli e Cláudia Colla Ribas foram acompanhados pelo subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Eliezer Gomes da Silva, também integrante do quadro docente da UEPG.

O procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, recebeu os acadêmicos, afirmando que o MP-PR está sempre aberto a acolher visitas de estudantes. Ele destacou a importância do Ministério Público no atual cenário de crise do país, incentivou os estudantes a conhecerem as atividades ministeriais – pouco estudadas nos cursos de Direito – e, àqueles que tiverem especial interesse na atuação em defesa da sociedade, planejarem uma futura carreira na instituição.

No auditório do edifício-sede, os alunos participaram de duas palestras. O promotor de Justiça Eduardo Augusto Salomão Cambi, assessor da Procuradoria-Geral de Justiça e coordenador do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do MP-PR (Ceaf), falou brevemente sobre as origens históricas do Ministério Público e apresentou o projeto Geração Atitude, criado pelo MP-PR e desenvolvido em parceria com outras instituições públicas, com o objetivo de levar conscientização política a estudantes. Cambi conclamou os acadêmicos a criarem e participarem de projetos de extensão voltados à formação de alunos do ensino médio.

O promotor de Justiça Carlos Alberto Hohmann Choinski, após contextualizar a atuação do Promotor de Justiça à luz de sua missão constitucional, focou nas questões relacionadas à proteção do patrimônio público e o combate à corrupção, tanto em seus aspectos jurídicos como operacionais, tema que despertou grande interesse dos estudantes, que lhe dirigiram diversas perguntas.

Encerrando as atividades, Eliezer Gomes da Silva fez uma síntese exploratória das exposições anteriores, realçando as principais responsabilidades institucionais do MP e seu indissociável atrelamento às grandes questões de interesse público.

À tarde, os estudantes se dirigiram ao Tribunal de Justiça, para acompanhamento de sessões, cumprindo a segunda etapa das visitas institucionais.

Colaboração Assessoria de Imprensa.