21°
Máx
17°
Min

Estudantes reforçam combate ao mosquito Aedes aegypti nos arredores da UEL

(foto: UEL/Divulgação) - Estudantes reforçam combate ao mosquito Aedes aegypti nos arredores da UEL
(foto: UEL/Divulgação)

Cerca de 40 estudantes do curso de Ciências Biológicas do CCB participaram na última sexta-feira (15) de uma ação conta o Aedes no Jardim Columbia bairro localizado na região oeste de Londrina, nas proximidades da Universidade. A atividade faz parte da Semana de Recepção dos Ingressantes.

A ação foi organizada pelo Departamento de Biologia Animal e Vegetal (BAV), com apoio de professores e técnicos, e contou com a participação de integrantes do Grupo de Trabalho de Vigilância e Controle de Aedes na UEL, do Recicla UEL e de servidores da Prefeitura do Campus (PCU), além de Agentes de Endemias da Prefeitura Municipal.

De acordo com o professor João Zequi, do BAV, os alunos foram divididos em dois grupos: um para recolher o material jogado em locais impróprios e outro para entregar aos moradores o check list "Campanha 10 minutos de combate ao Aedes". "É um ação de responsabilidade social importante. O diferencial é que o check list dá resultado se aplicado de maneira correta", afirma.

Zequi informa ainda que este lixo clandestino jogado no fundo de vale é despejado por pessoas que não moram no bairro, deixando os moradores enfurecidos com a situação. No lixo recolhido, foram encontrados dois focos de dengue, "mesmo sem chuva", lembra o professor.

Segundo Maria José Sartor, coordenadora do Recicla UEL, foram recolhidos cinco metros cúbicos de lixo reciclável no bairro, que encheram um caminhão da UEL. Os materiais recicláveis serão encaminhados para uma cooperativa de reciclagem. O restante do lixo encontrado no local, como mobiliários, será recolhido pela CMTU ainda esta semana.

Check list 

Um ckeck list para o combate e eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti foi entregue pelos alunos aos moradores do bairro. O material foi elaborado pelo Grupo de Trabalho de Vigilância e Controle de Aedes na UEL, em parceria com a Pró-reitoria de Graduação (Prograd), e aponta os principais locais de criadouros do mosquito e, se aplicado corretamente uma vez por semana, auxilia consideravelmente na redução do Aedes e nas doenças relacionadas. O papel é uma adaptação do check-list da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). 

(com Agência UEL)