27°
Máx
13°
Min

Evento reúne profissionais para debater ‘Saúde da Família’

‘Saúde da Família’ é tema de mostra no Hotel Slaviero com debates e conferências (Foto: Divulgação) - Evento reúne profissionais para debater ‘Saúde da Família’
‘Saúde da Família’ é tema de mostra no Hotel Slaviero com debates e conferências (Foto: Divulgação)

Desde quarta-feira (31), trabalhadores da saúde participam da I Mostra de Estratégia da Saúde da Família de Ponta Grossa. O evento, que encerra hoje, é realizado no Hotel Slaviero com debates, conferências e apresentação de trabalhos.

A secretária municipal de Saúde, Ângela Pompeu, destacou que o momento é de interação e troca de experiências entre os profissionais. “Cada um passa por situações e tem vivências diferentes, e esse é o momento de compartilhar”, acrescenta.

Angela destacou que com o aumento do número de equipes do Saúde da Família de 37 para 80, o atendimento foi ampliado para 280 mil munícipes. Para dar suporte ao programa, equipes multiprofissionais com fisioterapeuta, educador físico, nutricionista, assistente social, fonoaudiólogo, pneumologista, enfermeiros e técnicos de enfermagem compõem as cinco equipes do Núcleo de Apoio ao Saúde da Família (NASF). "Pudemos abrir mais unidades básicas de saúde e já conseguimos cobrir cerca de 85% da população", completa.

Atenção básica

O fortalecimento da atenção primária, que é o atendimento inicial nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), tem sido prioridade com o desenvolvimento de várias ações que visam resolver os problemas mais frequentes e de maior relevância para a população.                                                                         Nos últimos três anos e meio foram R$ 10 milhões de investimentos em infraestrutura com a construção, reforma e ampliação de unidades básicas de saúde, inclusive seis superpostos, e contratação de mais 872 profissionais, totalizando 2177 funcionários atuando na saúde pública municipal.

Entre os programas de destaque na Atenção Básica está o protocolo de atenção pré-natal baixo risco, padronizando os procedimentos e prescrições de tratamento com a solicitação de exames, monitoramento e busca ativa da gestante. Também foi implantado o protocolo de puericultura que prevê consultas para a mãe e o bebê até o quinto dia de vida.

Colaboração Assessoria de Imprensa.