22°
Máx
17°
Min

Ex-guardas são julgados por morte de adolescente em abordagem

Apenas Luiz Carlos Lara de Souza foi julgado pela morte (Foto: TV Naipi Cascavel) - Ex-guardas são julgados por morte de adolescente em abordagem
Apenas Luiz Carlos Lara de Souza foi julgado pela morte (Foto: TV Naipi Cascavel)

Dois homens que já pertenceram a Guarda Patrimonial de Cascavel foram julgados nesta terça-feira (26), um deles, por um homicídio ocorrido em 2009. Na época, o adolescente Eduardo Henrique Kauva, 17 anos, foi morto durante uma abordagem.

Antes do julgamento começar, a justiça descobriu que Claudionor Lezman não deveria ser levado a júri, já que os crimes, pelo quais ele respondia – dano ao patrimônio público e abuso de autoridade - já haviam prescrevido.

Luiz Carlos Lara de Souza foi julgado. Conforme o Ministério Público, ele é apontado como o autor do tiro que matou a vítima. A mãe do menino se mostrou descontente com a demora de sete anos para o julgamento.

De acordo com investigações da época, os cinco adolescentes estavam voltando para casa, quando foram abordados pelos guardas patrimoniais. Dois deles foram agredidos e Eduardo não aceitou, discutiu com os agentes públicos e entrou em luta corporal.

Logo em seguida, Lara teria efetuado os tiros. Os guardas teriam fugido do local e quebrado os vidros da viatura para tentar responsabilizar os adolescentes.

O advogado de defesa de ex-guarda afirmou que os tiros não foram efetuados pelo cliente.

A dupla foi demitida da guarda, após procedimento administrativo.

Colaboração: TV Naipi Cascavel