26°
Máx
19°
Min

Expoingá: carne de gado wagyu pode custar até R$ 345 o quilo

(Foto: Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça Wagyu) - Expoingá: carne de gado wagyu pode custar até R$ 345 o quilo
(Foto: Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça Wagyu)

A 44ª Expoingá recebe a Exposição Nacional da Raça Wagyu, fruto de uma parceria entre os criadores e a Sociedade Rural de Maringá. A carne é considerada uma das melhores do mundo em maciez e sabor, porém, o preço é bem ‘salgado’ e pode chegar a R$ 345 o quilo. O evento reúne animais do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Distrito Federal. 

“É com grande satisfação que podemos iniciar aqui em Maringá a realização da Exposição Nacional da Raça Wagyu que, sem dúvida, irá gerar uma grande troca de experiências e desenvolvimento da raça para todo Brasil”, afirmou o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça Wagyu (ABCW), Sadao Iizaki.

“Receber na Expoingá a Exposição Nacional da Raça Wagyu é motivo de grande alegria, pois representa o fortalecimento da atividade pecuária na feira. Há quatro anos, iniciamos o processo para trazer este nobre rebanho para Maringá e poder ver todo o desenvolvimento da raça na região é muito satisfatório. Desejamos uma excelente exposição a todos os criadores”, colocou a presidente da Sociedade Rural de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo.

Histórico

De origem japonesa, a raça wagyu chegou ao país em 1992 e os animais se adaptaram facilmente. “A exposição destes animais, o intercâmbio entre os criadores é mais uma oportunidade para desenvolvermos nossos rebanhos. Somos pioneiros na criação da raça em Maringá e em quatro anos de trabalho, podemos verificar a qualidade da mesma que gera um produto de alto sabor a todos os consumidores”, declarou o criador João Noma.

Durante a exposição, que segue até o dia 15 de maio, haverá degustações realizadas por diferentes chefes de cozinha, em diversos espaços da Expoingá e a comercialização de cortes gourmet como o prime rib, chorizo, T-Bone steak e maminha. Além das carnes, animais também serão comercializados assim como embriões.

Colaboração Assessoria de Imprensa