24°
Máx
17°
Min

Família dá exemplo e ‘adota’ homem que morava na rodoviária

Durante dois meses, Hamilton Claudino dos Santos ‘morou’ na rodoviária de Ponta Grossa. Ele dormia sobre os assentos da rodoviária e até mesmo no chão, do lado de fora da estação. “A noite arruma um papelão, forrava no canto da rodoviária pro lado de fora e tentava dormir pra de manhã cedo levantar, ter a sorte de levantar vivo”, lembra.

Hamilton tem 58 anos e nunca conheceu a família. Quando criança e também como adolescente, ele foi criado em um orfanato em São Paulo, mas foi para as ruas depois de sair de lá. “Saí de São Paulo para Santos, e de lá vim andando devagarinho”, relata, para explicar como foi parar em Ponta Grossa.

Seu Hamilton era um morador de rua. Era, porque sua história foi parar nas redes sociais e chegou até Daniele Fernandes, cozinheira que já foi cuidadora de idosos. A atitude que ela tomou para ajudar este homem foi inusitada e surpreendeu até mesmo a família: levou Hamilton para morar na casa dela. “Já fui cuidadora de idoso, eu vi as barbaridades que a gente vê na vida. Então, não consigo ver um idoso sofrendo”, resume. “Eu também não tive chance de cuidar do meu pai, então quem sabe não é um pai que Deus colocou no meu caminho”, completa.

A demonstração de carinho e amor por quem mais precisa se transformou em um exemplo de solidariedade e, depois de tanto tempo, Hamilton agora pode dizer que finalmente tem uma família.

Colaboração William Batista / Rede Massa.