23°
Máx
12°
Min

Família doa órgãos de jovem com traumatismo craniano

Rapaz teve morte cerebral confirmada por exames (Foto: Colaboração / Assessoria de Imprensa) - Família doa órgãos de jovem com traumatismo craniano
Rapaz teve morte cerebral confirmada por exames (Foto: Colaboração / Assessoria de Imprensa)

A captação de órgãos foi realizada durante toda a madrugada desta quinta-feira (11) e após a autorização da família de um paciente jovem de apenas 20 anos. Ele foi vítima de traumatismo craniano grave e teve a morte encefálica confirmada por meio de exames.

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes realizou a abordagem junto à família para a doação, que num gesto nobre e fraterno consentiu a doação dos órgãos do rapaz. Foram doados o fígado, pâncreas e rins. 

“Trabalho, dedicação e comprometimento de uma equipe multidisciplinar, que acima de tudo, respeita todas as partes envolvidas”, disse a gerente de Divisão da UTI, enfermeira Karin Aline Zilli Couto.

De acordo com a enfermeira, o processo para diagnóstico de morte encefálica para a captação de órgãos exige o cumprimento de uma série de protocolos bastante criteriosos, para os quais a equipe do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, está rigorosamente preparada e capacitada.

Karin ainda explica que a doação só pode ocorrer com autorização da família, após a realização de exames neurológicos que identifiquem a ausência de atividade cerebral – a chamada morte encefálica. 

Além disso, é necessário que o paciente não tenha doenças infectocontagiosas, infecções ou alterações estruturais decorrentes de traumas ou acidentes, por exemplo.

Mesmo com a triste situação da perda, a atitude desses familiares fez aumentar o número de doadores no Brasil.

“É necessário desmistificar certas questões sobre a doação de órgãos e isso só é possível por meio da informação, do diálogo entre familiares, a fim de que todos estejam verdadeiramente cientes sobre o benefício e a importância da doação”, afirma a diretora-presidente da Fundação Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu, Patrícia Foster Ruiz.

Colaboração: Assessoria de imprensa