21°
Máx
17°
Min

Feirinha do Bosque Guarani será lançada dia 05 de agosto

A feira pretende valorizar a diversidade cultural e étnica da região trinacional (Foto: Marcos Labanca) - Feirinha do Bosque Guarani será lançada dia 05 de agosto
A feira pretende valorizar a diversidade cultural e étnica da região trinacional (Foto: Marcos Labanca)

Ponto de encontro, lazer e cultura para moradores e turistas, a primeira edição da Feirinha do Bosque Guarani acontece no dia 5 de agosto, a partir das 16 horas, na praça do Zoológico Bosque Guarani. Realizado na região central de Foz do Iguaçu, às sextas-feiras, o evento contará com exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar, gastronomia, artesanato e atividades culturais.

A feira pretende valorizar a diversidade cultural e étnica da região trinacional, promover a integração e a convivência entre moradores e turistas que visitam a fronteira. De início, a proposta é promover o evento uma vez por semana e aumentar a sua frequência de forma gradativa. O encontro contará com infraestrutura para comercialização de produtos, espaço de vivência e manifestações artísticas.

Iniciativa de feirantes, empresários e da administração municipal, a feira será gerida por uma associação de produtores e artesãos que está em fase de constituição. Na praça do Bosque Guarani será instalada estrutura de iluminação, barracas, banheiros, bancos e mesas. Um sistema de segurança pública envolvendo vários órgãos garantirá a comodidade de feirantes e visitantes.

A feirante Naty de Sousa Viana explica que o evento será uma nova opção de lazer para a população e de trabalho para os empreendedores. “Por ser turística, Foz do Iguaçu precisava de um evento noturno para reunir moradores e visitantes”, diz. “Será um espaço de lazer, cultura, turismo e mais um campo de trabalho para os feirantes locais”, complementa Naty de Sousa Viana, uma das idealizadoras da mostra.

Diálogo

O diretor de cultura da Fundação Cultural, Márcio Vitor Queiroz, conta que foram promovidas diversas reuniões entre os parceiros para o planejamento e a concepção do projeto. Além de definir o formato e a infraestrutura do evento, os realizadores formulam uma programação diferenciada, com atividades que não são oferecidas nas demais feiras e espaços culturais iguaçuenses.

“Estamos tendo o cuidado para elaborar uma feira que atenda às demandas de nossos feirantes, produtores culturais, da população e dos turistas. Ao mesmo tempo, precisamos cuidar dos aspectos de sustentabilidade”, afirma Márcio Vitor Queiroz. “A Feira do Bosque será mais um atrativo para Foz do Iguaçu, integrando as pessoas e gerando renda”, conclui o diretor da Fundação Cultural.

Cultura e turismo

Para o diretor do Hotel Tarobá, Mauro Sebastiany, a Feirinha do Bosque acontece em um momento de expansão e diversificação da atividade turística em Foz do Iguaçu. Para ele, a feira apresenta o diferencial de atender a uma demanda da comunidade e ao mesmo tempo constituir-se como um atrativo para os turistas que visitam a cidade.

“Ao promover a qualidade de vida entre a população, Foz do Iguaçu torna-se melhor para receber os turistas. Acreditamos que os eventos culturais têm esse potencial”, reflete o empresário Mauro Sebastiany. “A Feirinha do Bosque nasce da vontade dos iguaçuenses de fomentar a agenda cultural e ampliar os espaços para a convivência entre moradores e visitantes”, acredita o hoteleiro.

Informações para o cadastro de feirantes podem ser adquiridas pelo fone (45) 3521-511 ou pelo e-mail rigotti@hotmail.com, com Paulo Rigotti. O atendimento é de segunda-feira a sexta-feira, das 08 às 15 horas.

Colaboração: Assessoria de imprensa