22°
Máx
17°
Min

Festa junina na Baixada acaba em confusão envolvendo Organizada e Atlético Paranaense repudia o ato

CAP publicou uma nota na tarde desta quarta-feira (Foto: Jaelson Lucas/SMCS) - Festa junina na Baixada acaba em confusão envolvendo Organizada
CAP publicou uma nota na tarde desta quarta-feira (Foto: Jaelson Lucas/SMCS)

Novamente Atlético Paranaense e torcidas organizadas entram em conflito. Desta vez, o motivo foi uma festa junina promovida por uma empresa locadora, no último sábado (25), que aconteceu no estacionamento da Arena da Baixada. Integrantes da torcida organizada se envolveram em uma confusão na festa, e o clube repudiou o ato em uma nota oficial publicada em seu site.

Segundo a nota divulgada, os integrantes eram da torcida “Os Fanáticos”, e causaram uma confusão próximo ao fim do evento, previsto para as 22 horas. Eles teriam ingressado no local sem adereços que remetessem à organizada. Assim que começaram a se manifestar contra a atual diretoria do CAP, vestiram suas camisas da referida organizada.

Ainda segundo a nota, estes integrantes agrediram participantes do evento, inclusive mulheres, além de seguranças e equipes da produção. A polícia precisou intervir e, de acordo com o Atlético, não serão medidos esforços para que todos sejam devidamente responsabilizados.

Confira a nota na íntegra:

O Clube Atlético Paranaense vem perante a verdadeira torcida Atleticana comunicar mais um lamentável episódio de violência protagonizado por integrantes da torcida organizada “Os Fanáticos”. Desta vez, em 25/06/2016 (sábado), na Festa Junina organizada pela empresa locadora do espaço do CAP e promotora do evento “Arraiá da B2”.

O evento foi realizado no estacionamento aberto do Estádio Joaquim Américo Guimarães, com início às 14 horas e fim programado para as 22 horas.

Quase ao final do evento, aproximadamente 20 integrantes desta torcida ingressaram no local sem adereços e, após incitar a violência com gritos de baixo calão e manifestações contrárias à atual Diretoria do CAP, vestiram as suas camisas com insígnias da referida Organizada e iniciaram agressões contra participantes do evento (inclusive mulheres), seguranças e equipes de produção.

A briga (noticiada na polícia como rixa – BO n.º 2016/659913) continuou na área externa do Estádio e até mesmo os policiais que foram atender a ocorrência acabaram agredidos.

Assim, o CAP vem novamente a público repudiar veementemente a nefasta atitude destes “torcedores” que reincidem propositadamente em episódios de violência, denegrindo a imagem, o prestígio e atentando contra o patrimônio do Clube Atlético Paranaense.

A maior parte dos envolvidos foi identificada por câmeras de monitoramento e o CAP não medirá esforços para que todos sejam devidamente responsabilizados.

Colaboração Louise Fiala