26°
Máx
19°
Min

Fezes de presos e resíduos de necropsia estariam sendo jogados na rede de esgoto, no IML de Umuarama

(Foto: Rede Massa) - Fezes de presos e resíduos de necropsia estariam sendo jogados na rede de esgoto
(Foto: Rede Massa)

Técnicos da Sanepar realizaram, na tarde de terça-feira (17), uma vistoria no prédio do Instituto Médico-Legal (IML) de Umuarama (a 87 quilômetros de Cianorte). O objetivo da vistoria é apurar a suspeita de que resíduos de corpos examinados no prédio estão sendo lançados direto na rede de esgoto da cidade.

O laudo oficial da vistoria ainda não foi elaborado, no entanto, vários indícios de irregularidades foram registrados. Com o uso de corantes e outros equipamentos, os técnicos da Sanepar constataram que todos os resíduos que saem da mesa de necropsia seguem direto para uma caixa coletora da rede de esgoto.

A vistoria também confirmou que a água da descarga do banheiro sai pelo jardim e fica parada em frente à fachada do órgão. Além disso, foi descoberto que todos os dejetos provenientes da cadeia pública, onde vivem mais de 300 presos, estão caindo diretamente na rede coletora de água da chuva e indo para a rua.

(Foto: Rede Massa)(Foto: Rede Massa) 

A Vigilância Sanitária do município aguarda o laudo da Sanepar. “Através desse laudo, nós vamos ter em mãos uma linha para seguir e vamos cobrar toda parte de higienização e sanitária para que [o órgão] tome as devidas providências para que isso não volte a acontecer”, explicou o chefe Fábio Barzon.

Segundo Barzon, dependendo da análise, será emitido um prazo para que o IML se readeque. Caso as exigências não sejam cumpridas, o órgão pode ser até interditado.

IML

Em nota, a Coordenação Estadual do IML do Paraná informou que foi solicitada a avaliação do problema e o orçamento para três empresas especializadas, com o objetivo de solucionar o problema o mais rápido possível.

Colaboração Alex Miranda e Murilo Gatti da Rede Massa