26°
Máx
19°
Min

Flanelinha é preso acusado de matar mulheres estranguladas em Maringá

A polícia prendeu André Alessi, um flanelinha de 32 anos, acusado de matar duas mulheres e estuprar uma terceira em Maringá. O homem foi encontrado nessa terça-feira (12) durante uma abordagem de rotina, no município de Toledo, oeste do Paraná.

A Polícia Civil de Maringá tenta a transferência do detido, mas inicialmente a delegacia de Toledo decidiu pela manutenção do homem no local. Durante a abordagem, a equipe descobriu a existência do mandado de prisão.

Conhecido como Magrão, o homem é suspeito de matar estrangulada Josiane de Oliveira Santos, 30 anos, cujo corpo foi encontrado na Rua Néo Alves Martins, no estacionamento de um banco. A motivação seria um desentendimento por drogas.

O outro crime do qual é suspeito é o homicídio de Augusta Galvão Duarte, 34 anos, achada morta em uma mata na Vila Bosque, também estrangulada. Neste caso, o crime seria uma briga por cigarros.

Uma terceira vítima, desta vez de estupro, reconheceu o flanelinha como o autor do crime, registrado em frente ao Centro de Convivência Renato Celidônio, perto da prefeitura.

Depoimento exclusivo

A Rede Massa/TV Tibagi obteve o depoimento de um homem, que afirma ter ouvido o acusado contar sobre os crimes. Com medo de mostrar o rosto, a testemunha declarou que Magrão faz uso excessivo de drogas e álcool e havia deixado a cadeia recentemente. O próprio suspeito teria admitido os homicídios e contado a motivação. Confira o vídeo completo.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa