27°
Máx
13°
Min

Frio intenso pode esgotar aquecedores no comércio local

(Foto: Maira Zimermann / Rede Massa) - Frio intenso pode esgotar aquecedores no comércio local
(Foto: Maira Zimermann / Rede Massa)

O frio intenso que atingiu a região de Ponta Grossa nas últimas semanas antes do início do inverno, ‘aqueceu’ as vendas no comércio. E agora com o início do inverno, a procura por produtos específicos para essa época do ano tende a aumentar ainda mais.

A procura por aquecedores está em alta e, se continuar nesse ritmo agora, com o início da estação mais fria do ano, pode até faltar produto no mercado. “Principalmente na região do Paraná e de Santa Catarina, a procura está muito grande”, explica o Marcos Jurko, gerente de uma loja que vende esse tipo de produto.

Perigo

Para se manter aquecido nesse inverno e não correr nenhum risco, é importante fazer o uso correto dos aparelhos e seguir as orientações dos fabricantes de cada produto. Em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, um aquecedor a gás explodiu e provocou um incêndio no dia 10 de junho. Um homem e uma criança ficaram feridas.

O tenente Matheus Cândido, do Corpo de Bombeiros alerta para os cuidados que as pessoas devem tomar ao usar aparelhos elétricos de aquecimento. “A gente recomenda que utilize apenas no início da noite, antes de dormir, e depois disso desligue, só use para aquecer o ambiente para evitar esses acidentes”, explica.

O lençol térmico também tem sido bastante procurado, apesar do preço alto que pode variar de R$ 300 a R$ 400. Basta ligar o produto à energia elétrica até atingir a temperatura desejada. Porém, é preciso ficar atento à forma correta de usá-lo para evitar riscos. “Mesmo que ele [cliente] conheça o produto, ele tem que ver bem as recomendações, como o tempo determinado para o pré-aquecimento do produto, a temperatura que ele quer atingir”, alerta Estefano Luiz Cardoso, gerente de uma loja que comercializa esse tipo de material.

Colaboração Maira Zimermann, da Rede Massa.