22°
Máx
17°
Min

Fronteira registra quase dois confrontos armados por semana

Nesta quarta-feira (30), ocorreu a reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGIFRON) em Foz do Iguaçu. Foram divulgados dados acerca das forças de segurança e criminalidade na região.

De janeiro a outubro deste ano, o 5º Comando Regional da Polícia Militar realizou 572 operações nos 94 municípios de abrangência, numa região onde estão instalados cinco batalhões.

Por dia, 3 mil chamadas são recebidas por todas as unidades. Aproximadamente 1.417 pessoas são presas e 149 armas apreendidas por mês; o que equivale a cinco armas por dia. Em média, ocorre, por semana, 1,45 confronto armado com criminosos.

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita de Oliveira, esteve presente no evento e ressaltou o trabalho integrado realizado em Foz do Iguaçu. No entanto, ele acredita que é preciso fazer mais. "A criminalidade aumentou muito, em especial, relacionada a casos de crime contra o patrimônio, como furtos  roubos de carro". Além do tráfico e contrabando, a expectativa é que esse  tipo de crime aumente, ainda mais com a chegada o fim de ano.

Mesquita ainda anunciou a implantação da fiscalização aérea com helicópteros e também a compra de mais viaturas e  armamentos. Foz do Iguaçu, segundo ele, poderá ser escolhida como sede de um projeto piloto de um centro de inteligência que pretende reunir informações de todo o País e nações vizinhas. Essa iniciativa começou nos Estados Unidos após o ataque às torres gêmeas do World Trade Center.

Apesar disso, o projeto não tem prazo para começar. O município já disponibilizou o terreno, mas ainda é preciso mais espaço para colocá-lo em prática. Os investimentos também deverão ser captados juntos ao Governo Federal.

Colaboração: Vinicius Machado/Rede Massa.