24°
Máx
17°
Min

Funcionários dos Correios de Maringá podem entrar em greve nesta quarta-feira

Assembleia será no Paço Municipal (Foto: Sintcom-PR) - Funcionários dos Correios podem entrar em greve nesta quarta-feira
Assembleia será no Paço Municipal (Foto: Sintcom-PR)

Funcionários dos Correios de Maringá se reúnem no fim da tarde desta quarta-feira (14) para decidir se deflagram ou não uma greve. A assembleia será realizada no Paço Municipal e há expectativa de paralisação dos trabalhos, já que não houve acordo com a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT).

Caso haja a aprovação da assembleia, a greve começa já às 22h desta quarta-feira. Outras oito cidades do Paraná – Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Apucarana, Ponta Grossa, Toledo, Terra Roxa e Cascavel – também fazem votações.

Os trabalhadores pedem reajuste de 9,5% da inflação, mais 5,5% de ganho real, além de aumento linear de R$ 300 e correção dos benefícios. A pauta foi apresentada aos Correios no dia 30 de julho, mas não houve acordo, pois a empresa ofereceu 6,74% de aumento nos salários e benefícios.

Os Correios querem deixar a negociação sobre os planos de saúde em aberto, o que deixa preocupados os funcionários, que também temem a privatização da empresa.

Posicionamento dos Correios

Em nota, os Correios divulgaram seu posicionamento. "Desde o início de agosto, os Correios e as representações dos trabalhadores pautaram as negociações para fechar um Acordo Coletivo de Trabalho que contemplasse os interesses dos empregados e da empresa. A proposta apresentada pelos Correios será levada pelos sindicatos para votação nas assembleias nesta quarta-feira (14).

A empresa espera que essa proposta, construída com muito esforço, empenho e diálogo, seja aceita pelos trabalhadores. Caso as assembleias votem pela aprovação, o acordo coletivo de trabalho deve ser assinado já nesta quinta-feira. Com isso, os valores dos reajustes deverão ser pagos ainda este mês."