24°
Máx
17°
Min

Fundação de Assistência Social ignora pedido de ajuda de moradores

Tem alguém da sua família desaparecido? Rapaz, jovem, alto, magro. Um rapaz com estas características está há cerca de 30 dias ‘caminhando’ em um trecho da Avenida Sete de Setembro. O relato de moradores é que ele caminha o dia inteiro, sempre em um determinado trecho, aparentando desorientação. Uma moradora contou que “ele chegou ao local há um mês aproximadamente, ninguém o conhece nas proximidades, mas ele precisa de ajuda”. “Nos primeiros dias ele estava limpo, bem arrumado, barbeado. Agora, já está tão magro que a calça não para na cintura. Ele anda o dia todo ali”, comenta Iracema. “Nós já tentamos falar com ele, mas ele não conversa, não fala coisa com coisa”, diz.

A moradora também relatou que foram várias ligações e pedidos de ajuda para a Fundação de Assistência Social (FAS), mas a situação continua a mesma. “Foram vários chamados, porque esse rapaz precisa de ajuda. É muito triste ver ele deste jeito, definhando a cada dia e ninguém fazer nada”, relata.

Os moradores das proximidades pedem então a ajuda da população. Se alguém conhece esse rapaz, se é alguém da sua família, é só se deslocar até a avenida Sete de Setembro, nas proximidades da Praça do Japão. “Ele não é pedinte, não agride as pessoas”, afirma. “Mas ele claramente precisa de ajuda, vamos por favor ajudar, quem conhece ele, por favor”, conclui.

“Nós não vimos nenhuma vez alguma equipe da FAS vir falar com ele, olhar a situação, e a cada vez que a gente liga eles dizem que vieram e não encontraram o rapaz, ou que falaram com ele e ele recusou ajuda, mas estamos aqui o dia todo acompanhando esse rapaz e nunca vimos ninguém vir aí”, acrescenta Iracema.