26°
Máx
19°
Min

Gaeco apresenta nova denúncia contra vereadores e servidores

(Foto: Divulgação) - Gaeco apresenta nova denúncia contra vereadores e servidores
(Foto: Divulgação)

Em Guarapuava, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, apresentou nova denúncia criminal contra dois vereadores, um servidor e um ex-servidor da Câmara Municipal. A ação penal foi ajuizada no âmbito da Operação Fantasma II, deflagrada em meados do mês de março e que apura ilegalidades no Legislativo Municipal.

Foram denunciados por peculato o ex-presidente da Casa Legislativa (2013-2014), um vereador e duas pessoas acusadas de serem nomeadas de forma irregular, que atuariam também como "cabos eleitorais permanentes" do vereador beneficiado. O crime de peculato, artigo 312 do Código Penal, configura-se quando o funcionário público desvia ou apropria-se de dinheiro, valor ou qualquer bem, público ou particular, de que tem posse em função do cargo, em proveito próprio ou de outra pessoa. A pena é de reclusão de dois a doze anos e multa.

O Gaeco apurou ainda indícios de que o vereador foi ‘agraciado’ com as nomeações irregulares de servidores por ter desistido da candidatura para a Presidência da Câmara em benefício da eleição do ex-presidente da Casa Legislativa.

Colaboração Assessoria de Imprensa.