28°
Máx
17°
Min

Gaeco prende filho de prefeita e outras quatro pessoas por desvio de verbas

Entre os presos na operação está o secretário de Finanças e filho da prefeita de Virmond, Charles Mierzva (Foto: Divulgação) - Filho de prefeita é preso por desvio de verba em operação do Gaeco
Entre os presos na operação está o secretário de Finanças e filho da prefeita de Virmond, Charles Mierzva (Foto: Divulgação)

Cinco mandados de prisão contra pessoas investigadas na Operação DNA, desenvolvida pela Promotoria de Justiça de Cantagalo, em parceria com o serviço reservado da Polícia Militar, foram cumpridos na tarde desta segunda-feira (4). A operação apura desvios de recursos públicos, emissões de notas frias, fraudes em licitações e cobranças de propinas na prefeitura de Virmond.

Entre os investigados, estão o secretário de Finanças de Virmond, Charles Mierzva, filho da atual prefeita Lenita Mierzva, e integrantes de uma mesma família de contadores, que liderariam uma organização criminosa envolvida em fraudes a licitações, segundo o Ministério Público. As investigações apontam para um prejuízo preliminar de pelo menos R$ 200 mil, embora existam indícios de que o valor possa ser maior.

As prisões foram decretadas pela Vara Criminal da Comarca de Cantagalo, a pedido do Ministério Público do Paraná. Foram cumpridos mandados de prisão em Turvo (um), Cantagalo (dois) e Virmond (dois). Nesta terça-feira (5), foi cumprido também mandado de busca e apreensão na prefeitura de Virmond.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Virmond foi procurada na manhã desta terça-feira, mas o responsável pela comunicação no município pediu afastamento do cargo para concorrer às eleições municipais. A prefeita Lenita e sua secretária também não foram encontradas para comentar o caso, mas devem se manifestar durante a tarde.

Colaboração Assessoria de Imprensa.