28°
Máx
17°
Min

Game alerta crianças e adolescentes sobre a armadilha do trabalho infantil

O jogo é dividido em quatro fases (Foto: Divulgação/TRT/PR) - Game alerta crianças e adolescentes sobre a armadilha do trabalho infantil
O jogo é dividido em quatro fases (Foto: Divulgação/TRT/PR)

O Tribunal Regional do Trabalho desenvolveu um game que tem a missão de ensinar crianças e adolescentes como evitar as armadilhas do trabalho infantil, e ainda evitar drogas, bebidas e cigarros. O jogo foi produzido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi).

A ferramenta é indicada para crianças a partir de 10 anos e no jogo o personagem precisa desviar de obstáculos e coletar itens para avançar. São quatro fases, que retratam a infância e adolescência do personagem, com novas dificuldades e elementos conforme o jogador avança as etapas. Ao longo da história as crianças precisam enfrentar o vilão que oferece álcool e cigarros e ainda obriga o personagem a vender drogas para ele.

Ao fazer boas escolhas, como coletar instrumentos musicais, livros ou brincadeiras, o jogador fica mais rápido e o ambiente a sua volta permanece cheio de cor.  Se o jogador fizer escolhas ruins, como trabalho infantil, bebidas ou cigarros, o jogo fica mais lento e sem cor até chegar um momento em que perde o jogo e recebe a mensagem: ‘Escolhas ruins fecham os caminhos’.

O jogo leva a criança a refletir de uma forma lúdica sobre as consequências de suas escolhas. 

“O game surgiu com a ideia de passar de forma divertida para as crianças informações sobre as boas e más escolhas para o futuro. O trabalho precoce não é uma boa escolha”, aponta a gestora regional da Comissão de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalho Decente do Adolescente do TRT, desembargadora Eliney Veloso.

Para baixar o jogo, basta acessar: http://portal.trt23.jus.br/ecmdemo/public/trt23/servicos/futuroEmJogo

Colaboração TRT/PR