22°
Máx
16°
Min

Garota de programa é flagrada com 11 kg de maconha em Maringá

(Foto: PRE) - Garota de programa é flagrada com 11 kg de maconha
(Foto: PRE)

A Polícia Rodoviária Estadual flagrou uma garota de programa, de 29 anos, com mais de 11 quilos de maconha, no fim da madrugada desta quinta-feira (5), em Maringá. A apreensão da droga aconteceu durante uma abordagem de rotina a um ônibus de linha na PR-323, logo depois de Paiçandu.

O ônibus da empresa Expresso Maringá fazia a linha Dourados, no Mato Grosso do Sul, até Londrina. No bagageiro, os policiais nada encontraram de irregular, mas no compartimento acima dos passageiros estava uma bolsa azul com 15 tabletes de maconha, somando 11,4 quilos da droga.

O sargento da Rotam da 4ª Companhia da PRE, Gilson Fahur, contou que a bolsa estava sem identificação, porém, conversas com passageiros levaram até a dona, uma jovem de 29 anos, que viajava de Dourados a Londrina, onde supostamente encontraria uma mulher.

A suspeita não soube dizer os contatos da mulher que visitaria no destino final, o que chamou a atenção. O que entregou sua participação no transporte da droga foi uma roupa de criança achada dentro da bolsa, que ela confirmou pertencer a uma sobrinha.

Segundo o sargento Fahur, ela recebeu voz de prisão e contou que trabalha em boates, como garota de programa, e é natural de Santa Catarina. Recentemente, a equipe da Rotam encontrou outra garota de programa levando drogas, dentro de um sapo de pelúcia.

“As pessoas que se envolvem nesse tipo de trabalho, a prostituição, acabam aceitando outros tipos de ‘serviços’, mesmo que ilícitos, para obter dinheiro. Elas ganham uma mixaria para transportar, cerca de R$ 1 mil, R$ 1,5 mil, mas é um bom dinheiro em um país que o salário mínimo é R$ 800 por mês. Porém, o crime não compensa, especialmente pela grande pena.”

A mulher detida foi encaminhada à 9ª Subdivisão Policial de Maringá.