21°
Máx
17°
Min

Genro contratou mulheres para matar português milionário em Maringá

(Foto: Divulgação) - Genro contratou mulheres para matar português milionário
(Foto: Divulgação)

A Polícia Civil divulgou que Cosme Alexandre Bombachini, 32 anos, é acusado de orquestrar o falso sequestro e o assassinato do sogro milionário Garcia Marques Pereira, 62 anos, cujo corpo foi encontrado na manhã do último domingo (1º), no fim da Avenida Mandacaru, em Maringá.

O homem confessou o crime e que planejou a execução para tomar posse da herança do empresário, dono de fazendas e galpões. Ele contratou a diarista Lenice Mariano Pereira, 39 anos, e entregou seu revólver para que ela cometesse o assassinato.

Lenice teve a ajuda da motorista de ônibus Daiane Elias Luiz, 29 anos. Na noite do dia 30 de abril, Bombachini saiu com o sogro supostamente para ir até uma farmácia e seguiu pela Avenida Mandacaru, seguido pelas duas mulheres.

O empresário foi deixado no fim da avenida, já na zona rural, onde a empregada doméstica matou o português com seis tiros. A Polícia Civil já tinha pistas do envolvimento do genro desde a descoberta do corpo, pois desconfiou do depoimento de Bombachini.

Na noite de sábado, o homem foi até a delegacia, comunicar que o sogro teria sido sequestrado após uma tentativa de roubo. Na apresentação dos envolvidos nesta quinta-feira (5), na 9ª Subdivisão Policial de Maringá, Bombachini declarou que se arrependeu enquanto as duas mulheres choravam.

O mentor nega o envolvimento da esposa no crime.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa