20°
Máx
14°
Min

GM recebeu mais de 250 denúncias contra pichadores em 2016

(Foto:Maurilio Cheli/SMCS) - GM recebeu mais de  250 denúncias contra pichadores em 2016
(Foto:Maurilio Cheli/SMCS)

Entre janeiro e maio deste ano, a Guarda Municipal de Curitiba recebeu 252 denúncias contra vandalismo, que resultaram em 26 pichadores detidos. No ano passado, foram 1.107 denúncias, com 201 flagrantes de vândalos.

A Prefeitura de Curitiba estima que, por ano, a pichação causa um prejuízo de pelo menos R$ 1 milhão para o município. Para inibir este tipo de vandalismo, a orientação à população é fazer denúncias pelo número de telefone 153.

Além disso, proprietários de imóveis pichados podem acionar o infrator judicialmente com uma ação de reparação de danos. “Comerciantes e moradores são bastante prejudicados por esse vandalismo e por isso, são parceiros da Prefeitura de Curitiba no combate às pichações”, informa o diretor da Guarda Municipal, inspetor Vanderson Cubas.

“Além das ações de prevenção, informação e abordagem, a Guarda reforça o patrulhamento, especialmente nas madrugadas, opera com grupos de inteligência e monitoramento de infratores, e atua em parceria com a FAS e as secretarias da Educação e do Esporte, Lazer e Juventude na aplicação das medidas socioeducativas”, explica o inspetor.

Infração

A pichação é considerada crime, previsto no artigo 65 da Lei de Crimes Ambientais. A multa aos infratores é de R$ 1.804,88 e o estabelecimento que vende spray para menores paga R$ 4.512,20 e R$ 9.024,40 na reincidência.

Os infratores ainda ficam impedidos de participar de concurso público municipal por dois anos. Menores de idade cumprem pena alternativa e os maiores são encaminhados à delegacia do Meio Ambiente e ao Juizado Especial Criminal. Os adolescentes detidos em flagrante também participam de medidas socioeducativa como palestras e atividades de limpeza e pintura de imóveis pichados.

Colaboração Prefeitura de Curitiba