26°
Máx
19°
Min

Gost faz mais dois resgates no Morro do Canal no fim de semana e tenente alerta para cuidados

“Não subestime o local, nem superestime sua capacidade”, diz tenente

O Morro do Canal em Piraquara, tem altitude de 1.340 metros, é a primeira montanha no lado do Planalto da Serra do Marumbi. O Canal é considerado uma das montanhas mais fáceis da Serra do Mar em termos montanhísticos. Suas trilhas são bem sinalizadas, e um dos atrativos são as escaladas. Para o percurso todo, são cerca de três a quatro horas. Legal, não é mesmo? Ficou animado? Mas, se você for sedentário, não tem preparo físico ou psicológico, é melhor repensar sua animação.

O alerta é do tenente Luiz Henrique Vojciechovski, relações públicas do Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost), do Corpo de Bombeiros de Curitiba. Segundo ele, resgates no Morro do Canal, são frequentes. “Sempre se mantem uma regularidade de resgates, mas nos últimos tempos tem aumentado”, diz. “O que acontece é que atualmente está na moda, digamos assim, a pessoa fazer uma escalada, uma caminhada e postar fotos no Facebook”, acrescenta.

Outro fator que contribui, segundo ele, é o fato de que há divulgação do local como ponto turístico, mas não uma orientação ou acompanhamento especializado no local.

No último domingo (10), o Gost foi acionado duas vezes para efetuar dois resgates distintos no local. No fim da manhã, um homem de 36 anos, que seguia pela trilha principal do Morro sofreu um mal súbito. “Ele passou mal logo após o primeiro lance de correntes da trilha, recebeu os primeiros socorros de seus colegas que pediram nosso apoio, devido ao risco da operação e por conta da necessidade de utilização de cordas para assegurar a descida”.

O segundo resgate no mesmo dia, ocorreu no fim da tarde, quando um casal se perdeu na trilha na descida do Morro do Vigia (que faz parte do complexo). “Eles foram encontrados e guiados até a base”.

No fim de semana anterior, um grupo de 11 jovens se perdeu no Morro e deu bastante trabalho aos bombeiros para o resgate. Eles foram orientados a não sair do local, mas andaram muito e foi difícil de localizá-los.

Localização

Vojciechovski relata que é muito importante, em caso de resgate, que a vítima se mantenha no local indicado, e também, quando a pessoa sai para uma trilha, deixar familiares avisados de detalhes. “Para onde vai, por onde vai, que horas vai e volta, com quem vai, número do celular de todos que vão”, diz. “E sempre, é importante que seja um grupo de pelo menos três pessoas, porque se houver um problema com um dos integrantes, um segundo faz companhia ao ferido enquanto o terceiro busca ajuda”.

Se você não quer ter problemas, precisa ter consciência de sua capacidade física e da complexidade do caminho a ser percorrido. “O que não pode é a pessoa superestimar sua capacidade e subestimar o caminho”.

Seguindo as orientações do Gost, você pode ter um passeio bem bacana. Confira:

  •  Planeje sua atividade com informações apropriadas (mapas, livros, revistas);
  • Tente conhecer com antecedência o lugar em que você está indo e o caminho que vai fazer. Se for a primeira vez que você vai fazer, procure alguém mais experiente para acompanhá-lo;
  • Procure não ir sozinho. O mínimo recomendado são grupos de três pessoas. Em caso de acidente, enquanto um acompanha o ferido, o outro vai pedir a ajuda;
  • Não inicie seu cronograma de atividades tarde, por conta do aproveitamento da claridade da luz do dia, e planeje sempre uma margem de segurança adequada;
  • Deixe sempre alguém avisado de para onde está indo e os detalhes de sua atividade, para que se algum imprevisto acontecer essa pessoa possa acionar socorro;
  • Consulte sempre a previsão do tempo;
  • Certifique-se de que está levando equipamento adequado para a atividade que você pretende realizar, e procure sempre mantê-lo em boas condições;
  • Não superestime suas capacidades. Escolha atividades compatíveis com seu condicionamento físico, nível técnico e de materiais;
  • Sempre incluir em seu material pessoal uma lanterna, uma jaqueta impermeável para abrigar-se, e cobertor térmico, porque, embora a previsão possa ser de tempo bom, as alterações climáticas no ambiente ocorrem de forma brusca, você pode precisar desses itens;
  • Leve sempre seu celular e certifique-se de que a bateria está totalmente carregada antes de iniciar a atividade;
  • Em caso de emergência, basta acionar o socorro, pelo telefone 193.

Colaboração Gost