22°
Máx
17°
Min

Greve dos bancários continua sem previsão para o fim

(Foto: Joka Madruga) - Greve dos bancários continua sem previsão para o fim
(Foto: Joka Madruga)

Os bancários participam de uma assembleia no final da tarde desta segunda-feira (19) na sede do sindicato que representa a categoria em Curitiba. No entanto, a reunião é apenas para definir itens de organização do movimento.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, não há qualquer previsão de nova rodada de negociações com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). Por isto, a greve segue por tempo indeterminado.

A paralisação teve início no dia 06 de setembro. A última proposta dos bancos foi de 7% de reajuste salarial e abono de R$ 3,3 mil, que não pode ser incorporado aos salários. A categoria rejeitou a proposição. Os bancários reivindicam reposição da inflação (9,62%) mais 5% de aumento real. 

Segundo o sindicato, na última sexta-feira (16), 344 das 532 agências - incluindo seis financeiras - de Curitiba e Região Metropolitana estavam fechadas. A paralisação também atingiu 10 centros administrativos. A entidade ainda estima que 13,9 mil trabalhadores tenham aderido à greve.