Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Grupo protesta contra posse de vereadores presos em Foz de Iguaçu

Religiosos protestam contra posse de vereadores presos

Um grupo organizado pelo Conselho Nacional do Laicato do Brasil - Diocese de Foz do Iguaçu realizou protesto em frente à Câmara Municipal de Vereadores nesta sexta-feira (13).

Dezenas de pessoas se reuniram em frente ao prédio por volta das 9h. Os cartazes estampados criticavam, especialmente, os parlamentes reeleitos no ano passado, no dia 2 de outubro: Beni Rodrigues, Anice Gazzaoui, Darci DRM, Edílio Dall'Agnol, Luiz Queiroga e Rudinei de Moura. Exceto Beni, todos permanecem presos preventivamente, resultado da sexta fase da Operação Pecúlio, deflagrada pela Polícia Federal em dezembro.

"Lugar de vereador preso é na cadeia, não na Câmara Municipal", dizia uma das faixas. "Presidente Rogério Quadros e Mesa Diretora. Não aceitamos vereadores presos na Câmara", versava outra.

Nesta quarta-feira (11), a vereadora Anice assinou o termo de posse na Câmara, sem a presença do presidente da Casa. A ida dela ao local não foi avisada previamente, o que gerou polêmica entre a população. A posse, inclusive, foi anulada por Rogério Quadros nesta quinta-feira (12). Segundo o regimento interno, cabe apenas ao presidente a responsabilidade de empossar os representantes do Legislativo.

Além dela, os outros presos conseguiram permissão judicial para assumir as cadeiras. O ato ainda não foi agendado pela Casa de Leis. 

Todos são acusados de receber mensalinho, propina oriunda de recursos públicos federais, desviados por meio de licitações fraudulentas firmadas pela Prefeitura Municipal na gestão de Reni Pereira.

Colaboração: Cris Neres/Rede Massa.