22°
Máx
17°
Min

Grupo rouba carro e comete assaltos com motorista preso no porta-malas

Bandidos fizeram arrastão na cidade, mas acabaram detidos pela Polícia Militar pouco tempo depois (Foto: Divulgação / PM) - Grupo rouba carro e comete assaltos com motorista preso no porta-malas
Bandidos fizeram arrastão na cidade, mas acabaram detidos pela Polícia Militar pouco tempo depois (Foto: Divulgação / PM)

Duas pessoas foram detidas nesta segunda-feira (15) suspeitas de envolvimento em uma série de assaltos ocorrida na cidade de Ortigueira (143 quilômetros de Ponta Grossa). Dois rapazes de 19 e 22 anos foram levados para a delegacia e confessaram a participação em assaltos a um posto de combustíveis, a um mercado e a um taxista – este último foi amarrado e trancado dentro do próprio veículo e foi levado durante os crimes.

A onda de crimes começou no início da tarde, quando três pessoas pediram uma corrida de táxi e os ‘clientes’ estariam em uma estrada rural. Quando o motorista de 68 anos chegou ao local, foi rendido pelo grupo armado. Ele foi amarrado e colocado no porta-malas de seu carro.

Com o veículo da vítima, os bandidos partiram para outros crimes. Eles invadiram um mercado na Avenida Farroupilha, no Jardim Alvorada, e fugiram em um Uno em direção à BR-376. Enquanto a PM atendia a esta ocorrência, o mesmo veículo foi visto em um posto de combustíveis na Rodovia do Café em um assalto. Três bandidos armados com revólveres pegaram dinheiro, cigarros, outros produtos e fugiram na sequência.

Após o assalto ao posto, os ladrões abandonaram o carro e fugiram por uma estrada rural. Funcionários do local perceberam que havia alguém pedindo socorro e conseguiram resgatar o taxista do porta-malas. A Polícia Militar foi acionada e, durante patrulhamento pela área rural, encontrou os três suspeitos. Com eles, foi encontrada parte do dinheiro, dois revólveres e parte dos produtos levados do posto.

Eles confessaram os assaltos e revelaram que havia mais objetos roubados em suas casas. Os policiais foram até o local e apreenderam mais dinheiro e produtos, além de celulares e outros objetos. No celular de um dos detidos, havia mensagens de texto falando do envolvimento do grupo em outros casos de assalto na cidade. Duas pessoas de 19 e 22 anos foram presas, e um adolescente de 17 anos conseguiu fugir.