22°
Máx
14°
Min

Guarapuava atinge menor taxa de mortalidade infantil da história

(Foto: Divulgação) - Guarapuava atinge menor taxa de mortalidade infantil da história
(Foto: Divulgação)

Grávida de 8 meses, Muara Feliciano da Silva espera ansiosa pela chegada de seu segundo filho. Ao descobrir essa gravidez, Muara procurou a UBS do Bairro Concórdia, onde recebeu as primeiras orientações. “Me surpreendi com o atendimento para as gestantes de Guarapuava. Ao descobrir que minha gestação era de risco, fiquei preocupada. Mas o atendimento que estou recebendo do Mamãe Guará me tranquiliza”, comentou.

No ano de 2012, o município de Guarapuava registrava 19,38 óbitos a cada 1.000 nascidos vivos. Em 2014 após a implantação do Programa Mamãe Guará, Guarapuava registrou uma queda significativa na taxa de mortalidade e, em 2015, o menor índice de mortalidade infantil da história do município foi registrado, com 13,63 óbitos a cada 1000 nascidos. Isso representa 30% de queda da mortalidade em apenas três anos. Este número é motivo de orgulho para os profissionais que atuam no programa. “Com o Mamãe Guará, conseguimos classificar o quadro de saúde da gestante e oferecer o atendimento mais adequado para ela. Assim, evitamos complicações com a mãe e o bebê. Temos certeza que o sucesso do programa será cada vez maior”, destaca o médico ginecologista, Fernando Henrique Luz Capuano.

Desde a implantação do “Mamãe Guará” há quase dois anos, o programa já cuidou de mais de 8.600 gestantes. Todas recebem esse atendimento, que inclui uma rotina especial e personalizada, desde o primeiro trimestre de gestação, o fornecimento de vale transporte e o esclarecimento de dúvidas. Após o nascimento da criança, a equipe do Programa Materno Infantil realiza visita hospitalar, que percorre todas as unidades hospitalares e maternidades do município. São realizadas ainda visitas domiciliares para as recém-mamães e crianças de alto risco e o monitoramento de exames laboratoriais, a fim de evitar complicações.

Toda a gestante pode procurar a UBS mais próxima de sua residência, e fazer parte do Mamãe Guará. Lá, ela recebe os primeiros cuidados. A equipe de saúde cadastra a gestante, que já passa a contar com serviços do programa, como o fornecimento de carteirinha de pré-natal, agendamento de consulta com obstetra, classificação do risco gestacional e todos os outros benefícios do Mamãe Guará. “Estamos fazendo uma gestão para as pessoas. Pensamos muito no bem estar das nossas futuras mamães e, com o Mamãe Guará, garantimos mais qualidade de vida para as gestantes e seus bebês”, destacou a Secretária de Saúde, Renata Araújo.

Para o Prefeito Cesar Silvestri Filho, o programa, que tem como objetivo diminuir a taxa de mortalidade infantil, está trazendo resultados muito positivos para a saúde de mães e bebês. “A queda da mortalidade infantil está ligada a um atendimento humanizado, ou seja, com as equipes da saúde trabalhando mais próximas das pacientes. Depois do Mamãe Guará, ficou mais fácil identificar precocemente os riscos da gestante e planejar as ações para garantir mais saúde para ela e seu bebê”, finaliza Cesar Filho.

Colaboração Assessoria de Imprensa.