22°
Máx
17°
Min

‘Guarapuava no Varal’ valoriza a cultura e os personagens da cidade

Evento foi organizado pelos alunos do terceiro ano do curso de Jornalismo da Unicentro (Foto: Divulgação) - ‘Guarapuava no Varal’ valoriza a cultura e os personagens da cidade
Evento foi organizado pelos alunos do terceiro ano do curso de Jornalismo da Unicentro (Foto: Divulgação)

Conhecer os costumes, a culinária e a história de vida de figuras públicas da cidade onde vivemos. Esse foi o principal objetivo do Guarapuava no Varal, evento organizado pelo terceiro ano do curso de Jornalismo da Unicentro, dentro da disciplina de Comunicação Organizacional. “Para o tema, pensamos em algo para valorizar a cultura da cidade. E foi desse modo que surgiu o ‘Guarapuava no Varal: causos e costumes da cidade mais massa do Paraná’. Buscamos palestrantes que pudessem falar um pouco sobre a cidade”, explica a aluna líder, Walquíria de Lima.

A organização do evento era um requisito para obtenção da nota semestral. Entretanto, muito mais que isso, os alunos puderam ter uma experiência extraclasse como referência do que irão encontrar no mercado de trabalho. “A concretização do evento foi, para nós, um sucesso. Como acadêmicos, o evento nos ajudou a ver como os conteúdos estudados em aula podem ser aplicados na vida real, e essa parte prática é muito importante, pois temos dificuldades reais e também sucesso real”.

Para a professora da disciplina, Cristiele Deckert, o evento, que contou com a presença mais de 60 pessoas, teve uma estratégia diferente da adotada pelos alunos em anos anteriores. “Este foi o terceiro evento organizado na disciplina. Os acadêmicos optaram por uma estratégia diferente, no formato de bate-papo, que teve a aprovação do público presente”.

Além da mesa redonda – composta por Jozoel de Freitas, morador conhecido de Guarapuava; a chef de cozinha Kris Borba; e a publicitária Patrícia Siqueira -, foi montada uma exposição com material emprestado do Museu da cidade e, ainda, foram lançadas duas revistas produzidas pelos alunos da mesma turma de Jornalismo, a Reconto e a Pavê.

A primeira publicação traz parte da história guarapuavana contada por quem viveu os fatos, os moradores. A ideia foi deixar o que está estudado e constatado nos livros um pouco de lado e, assim, priorizar as memórias de quem vivenciou os acontecimentos. “Na pesquisa de público que nós fizemos, vimos que as pessoas gostariam de ouvir histórias de moradores e foi por aí que decidimos levar. Contamos a história de Guarapuava a partir de quem a viveu. No fim, deu muito certo. Alcançamos o nosso objetivo e a Reconto deu muito orgulho pra todos nós do grupo”, comenta Jeovana Wilke, representante da Reconto.

Já a Pavê tem como linha editorial a gastronomia abordada por um viés sociocultural. “Para nós, não bastava fazer uma revista como um guia gastronômico da cidade. O assunto poderia ser explorado muito mais. Assim, tentamos abordar a cultura como um modo de se relacionar, como um território de sociabilidade”, explicou Walquíria, que faz parte do grupo de alunos que desenvolveu a publicação.

Colaboração Assessoria de Imprensa.